Rastreando o crescimento da indústria automobilística americana, o texto analisado este semestre, Carros: o risco na modernidade e a emergência das redes na indústria automobilística, destaca:

A indústria americana, principal desenvolvedora da tecnologia automobilística ou, pelo menos, sua principal consumidora, vê-se agora diante de desafios enormes gerados pelas tecnologias que eles puserem em movimento (p. 4).

Fonte: MODES, Luciano. Carros: o risco na modernidade e a emergências nas redes na indústria automobilística. UNIC- Universidade de Cuiabá, 2014.

O que o autor está sinalizando, com esta passagem, é que:

a) Não existe uma real competição entre as empresas automobilísticas, já que é de interesse de todas permanecerem no mercado. Existe mais camaradagem do que competição entre elas.

b) Mesmo que tenha dado grandes contribuições no passado, a indústria automobilística americana sofre com um panorama bastante acirrado. Em outras palavras, os concorrentes atuais foram influenciados pelos sucessos do passado.

c) Os Estados Unidos não possuem mais condições de competir com outros países no setor automobilístico. O século XXI verá, sem dúvida, um rápido declínio da sua participação no mercado.

d) O crescimento tecnológico no setor automobilístico americano sempre será maior do que o alemão, japonês ou italiano, pelo simples fato de que esta é a maior economia do mundo.

e) A indústria americana não sofre concorrência, motivo pelo qual nunca deixou a liderança desse setor estratégico.

1
resposta é a letra B
certa resposta

Respostas

A melhor resposta!
2014-05-23T09:14:36-03:00