Respostas

2014-05-31T23:15:27-03:00
No século XIX, o desenvolvimento das nações imperialistas contribuiu para um quadro de fortes tensões entre as potências capitalistas. Observamos que a quebra da hegemonia britânica na economia internacional inseriu outras nações que tinham interesses semelhantes aos do país considerado “o berço da Revolução Industrial”. França, Bélgica, Japão, Alemanha e Itália são algumas dessas nações que modernizaram suas economias e logo saíram à procura de regiões de exploração na Ásia e na África.

Temendo que suas terras fossem invadidas por algum concorrente, os países imperialistas realizaram uma intensa aquisição de armas. Ao mesmo tempo, observamos que a diplomacia destas nações trabalhava para firmar alianças militares que oferecessem garantias em um possível conflito de maiores proporções. Em um contexto marcado pelo forte espírito nacionalista, podemos ver que as poderosas nações europeias trilhavam um arriscado caminho para a guerra.

Indo na contramão dessa tendência, os Estados Unidos ofereciam a chamada “política de portas abertas” para a exploração dos territórios imperialistas. Segundo esse preceito, todas as grandes nações capitalistas teriam direitos iguais ao realizarem a colonização e a administração de seus territórios. Dessa forma, o clima de concorrência e desconfiança seria revertido.
1 5 1
2014-06-01T12:00:28-03:00
Eu achei um texto no seguinte site:
www.brasilescola.com/historiag/a-politica-portas-abertas.
thau!