O "Rio de Janeiro continua lindo", mas não está limpo. A recente greve dos garis na Cidade Maravilhosa colocou em evidência a deficiente conservação do meio ambiente realizada pelas autoridades. Entretanto, o problema é mais complexo do que a grande quantidade de lixo acumulado nas ruas durante dias. Mesmo sendo uma das metrópoles mundiais, o Rio não possui um modelo de reciclagem para tratamento dos detritos produzidos. Esta ação poderia ser a solução ideal a fim de minimizar o impacto sofrido pela natureza, dizem especialistas.
"Deve-se pensar em um tratamento de lixo mais eficaz, com menor potencial de redução de impactos ambientais. A reciclagem é a opção mais adequada, visto que além de reduzir a quantidade de lixo enviada para um aterro sanitário, é possível reaproveitar materiais que seriam descartados", explica Rogério Fernandez.

FONTE: Disponível em: <http://www.sidneyrezende.com/noticia/227054+o+luxo+do+lixo+produzido+pelo+rio+de+janeiro >. Acesso em: 27 abr. 2014. Adaptado.
A questão abordada no texto refere-se:


À produção consciente de lixo.
Ao incentivo à redução, reutilização e reciclagem do lixo.
À disposição final adequada do lixo.
À falta de um modelo eficiente de reciclagem dos resíduos sólidos.
À falta de capacitação dos catadores de lixo.




1

Respostas

2014-06-05T13:00:43-03:00
Resposta: À falta de um modelo eficiente de reciclagem dos resíduos sólidos.
Sua resposta
À falta de um modelo eficiente de reciclagem dos resíduos sólidos.