Respostas

2014-06-05T17:37:18-03:00
Graduação se refere ao fato dela ter ido "crescendo". Ou seja, algo gradual é que "cresce" de forma positiva, é o contrário de "decrescente", que "decresce", ou seja, diminui.

Porque, antes da abolição total, existiu a Lei Bill Aberdeen, criada pela Inglaterra, a Lei Euzébio de Queiroz que proibiu o tráfico negreiro, a do Ventre Livre, a Lei dos Sexagenários e finalmente, depois de muitos anos, a Princesa Isabel assina a Lei Áurea em 1888. Mas não se engane, depois disso, as pessoas continuaram a ter escravos, e eles começaram a ser "independentes" depois de mais algum tempo. Portanto, pode-se afirmar que é gradual, porque foram uma série de leis que no decorrer dos anos, foram contribuindo para a abolição total da escravidão no mundo, que aconteceria no século 19. Abraços!
2014-06-05T17:38:22-03:00
Gradual é algo progressivo, em curso, que leva tempo até cessar.
No século XIX, diversas leis no Brasil imperial, foram promulgadas, relacionadas à escravidão: a Lei do Ventre Livre (1871) e mais tarde a Lei dos Sexagenários (1885) foram tentativas de relaxamento das condições escravagistas. Intelectuais da época também se engajavam em campanhas contra a escravidão na década de 1880. A um grande custo, por fim, a Lei Áurea foi instituída, em 1888.
A liberdade, no entanto, era apenas formal. Aos negros, até sua escravidão, não era permitido o acesso à educação escolar. Eram pobres, sem posses, sem instrução. Por décadas tiveram que batalhar duro até que os laços da escravidão fossem apagados.
Mesmo hoje, a maior parte dos negros é "escrava": a maioria dos pobres e miseráveis no país é composta por esse grupo étnico; assim como a maior parte dos presos. A "escravidão econômica" é bem evidente quando se percebe que um bom número de empregos de baixa remuneração é exercido por negros. Mas que se tenha consciência que formalmente não há escravidão, e, nem o Estado brasileiro promove isso; porém os efeitos dela persistem por mais de um século.