Respostas

2013-07-11T15:23:13-03:00
Passo 1:  Identificar os átomos que sofrem oxirredução e calcular as variações dos respectivos números de oxidação.Sabendo-se que o Nox do oxigênio é -2 para todos os compostos envolvidos. O Nox do Ferro varia de +8/3 para +2. E, o Nox do carbono de +2 para +4.Portanto, o ferro se reduz e o carbono se oxida.ΔFe = 8/3 – 2 = 2/3 (variação de Nox do ferro)ΔC = 4 – 2 = 2 (variação de Nox do carbono)Passo 2: Multiplicar a variação de Nox pela respectiva atomicidade no lado dos reagentes e atribuir o valor obtido como o coeficiente estequiométrico da espécie que sofreu processo reverso. Assim, o número obtido pela multiplicação da variação de Nox do ferro pela sua atomicidade deve ser atribuído como o coeficiente estequiométrico da molécula de CO.Para o ferro: 2/3 . 3 = 2Para o carbono: 2 . 1 = 2Portanto, o coeficiente do Fe3O4 é igual a 2, e o coeficiente do CO também.2Fe3O4 + 2CO → FeO + CO2Simplificando-se os coeficientes para os menores valores inteiros possíveis, tem-se:Fe3O4 + CO → FeO + CO2Passo 3: Acrescentar os coeficientes restantesPara completar o balanceamento, pode-se realizar o mesmo procedimento utilizado no lado dos reagentes (multiplicando a variação de Nox pela atomicidade do elemento na molécula) ou realizar o método de tentativas.A primeira opção é a mais viável, embora para equações mais simples (como a indicada como exemplo) possa ser utilizado o segundo método. O fato é que ambos os métodos devem levar à mesma resposta final.Como a atomicidade do carbono no CO2 é igual a 1, multiplicando-se pela variação do Nox 2, obtém-se o coeficiente 2 para o FeO. Do mesmo modo, sendo a variação de Nox do ferro igual a 2/3, multiplicando-se pela atomicidade 1 na molécula de FeO, obtém-se o coeficiente 2/3 para o CO2.Agora, basta balancear o lado dos produtos:Fe3O4 + CO → 2FeO + 2/3CO2Como os coeficientes devem ser os menores valores inteiros possíveis, deve-se multiplicar a equação por 3/2 a fim de retirar o coeficiente fracionário do CO2:Fe3O4 + CO → 3FeO + CO2