Respostas

2014-06-11T20:27:51-03:00
As manifestações clínicas da leptospirose e sua gravidade são extremamente variáveis. Em alguns animais não há infecção aparente, o que os tornam portadores sãos ou convalescentes, que eliminam as leptospiras pela urina por 38 dias no mínimo, podendo se manter como tal por anos.Bovinos: febre de 4 a 5 dias, anorexia, conjuntivite e diarréia. Diminuição brusca do leite (mastite atípica). Os sintomas mais notórios são o abortamento (1 a 3 semanas após início da infecção) e a hemoglobinúria. Pode apresentar retenção de placenta, nascimento de crias fracas e infertilidade como seqüela da infecção. Alta taxa de morbidade. Bezerros são mais susceptíveis.Suínos: abortamento (15 a 30 dias após infecção), nascimento de leitões fracos, icterícia, hemoglobinúria, convulsões e transtornos intestinais. É um reservatório muito importante de Pomona, com leptospirúria abundante e prolongada.Eqüinos: maioria das infecções são inaparentes. O que se observa é uma oftalmia periódica após ter passado a fase febril. Porém há descrições de casos de leptospirose com sintomas hepatonefríticos e cardiovasculares.Cães e gatos: em cães, a forma mais grave, a hemorrágica, se instala repentinamente com febre por 3 a 4 dias, seguida por rigidez e mialgias nos membros posteriores, hemorragias na cavidade bucal. Em etapa posterior pode haver gastroenterite hemorrágica, icterícia e nefrite aguda. A letalidade é estimada em 10%. Em gatos a enfermidade raramente ocorre.Roedores: estão perfeitamente adaptados às leptospiras e não manifestam sintomas ou lesões.
A melhor resposta!
2014-06-11T20:29:25-03:00
Os sintomas em equinos são: anorexia, febre, dores musculares, feridas na mucosa bucal, dor renal e desidratação.
1 5 1