(UFPR/Litoral) Imagine que exista a necessidade de se analisar o teor de cloreto em um certo volume de água do mar. Para tal, 25 mL dessa água foram coletados e, após separação das espécies interferentes, essa amostra foi precipitada com AgNO3 em meio levemente ácido. O precipitado (AgCℓ) foi filtrado, lavado e secado em estufa, pesando 0,030 g. Calcule o teor de NaCℓ nessa água, em g.L-1.
Massas atômicas: Na = 23; Cℓ = 35,5; Ag = 108; N = 14; O = 16.
Escolher uma resposta.
a. 0,012 g.L-1
b. 0,030 g.L-1
c. 0,24 g.L-1
d. 0,48 g.L-1
e. 0,14 g.L-1





2

Respostas

2014-06-13T16:12:00-03:00
Como a massa resultante é do AgCl   precisamos calcular a massa desse e do NaCl...
como não tem equação considere que cada AgCl    é formado por 1 NaCl   (1:1)
AgCl  = 108+35,5  =>    143,5 g/mol      NaCl  =  23 +35,5 = 58,5 g/mol


nossa conta fica   0,030 g /143,5   *  58,5 g/mol      m =~0,012125 g
V = 25 ml ---> L  =  25/1000 = 0,025 L

basta calcular a concentração : 0,012g /0,025 L  = 0,485 g/L

mais próximo de d)

1 5 1
2014-06-14T11:06:01-03:00
Como a massa resultante é do AgCl   precisamos calcular a massa desse e do NaCl...
como não tem equação considere que cada AgCl    é formado por 1 NaCl   (1:1)
AgCl  = 108+35,5  =>    143,5 g/mol      NaCl  =  23 +35,5 = 58,5 g/mol


nossa conta fica   0,030 g /143,5   *  58,5 g/mol      m =~0,012125 g
V = 25 ml ---> L  =  25/1000 = 0,025 L

basta calcular a concentração : 0,012g /0,025 L  = 0,485 g/L

mais próximo de d)