Respostas

2014-06-25T06:50:39-03:00
Crônica é uma narrativa histórica que expõe os fatos seguindo uma ordem cronológica
Nos jornais e revistas, a crônica é uma narração curta escrita pelo mesmo autor e publicada em uma seção habitual do periódico, na qual são relatados fatos do cotidiano e outros assuntos relacionados a arte, esporte, ciência etc. Existem 2 tipos de crônicas, argumentativa e humorística. A argumentativa se baseia mais em ironia e sarcasmo , enquanto a argumentativa vai mais pro lado da ironia e do humor .

Espero ter ajudado. ^-^
2014-06-25T06:59:17-03:00
Crônica é o único gênero literário produzido essencialmente para ser veiculado na imprensa, seja nas páginas de uma revista, seja nas de um jornal. Quer dizer, ela é feita com uma finalidade utilitária e pré-determinada: agradar aos leitores dentro de um espaço sempre igual e com a mesma localização, criando-se assim, no transcurso dos dias ou das semanas, uma familiaridade entre o escritor e aqueles que o lêm. Há algumas regras que, se bem seguidas, podem ajudar a carreira do cronista em termos de popularidade. Começemos pelo título. Jamais use títulos com uma palavra só. Não é objetivo, e dificilmente chamará a atenção do leitor. Só use se a palavra que escolheu for bastante significativa, como “Amor”, “Paixão” ou “Solidão”. Então é certeza que sua crônica terá muitos leitores, todos apaixonados saltitantes. 
Uma estratégia que costuma dar certo é usar títulos que lembrem livros de auto-ajuda, ou que sirvam de manual. “Como Fazer uma Crônica”, por exemplo. Ou ainda, “Tudo Vale a Pena”, “Amar a Pessoa Errada”, “Quando a Paixão Fala Mais Alto”, “Ser Solteiro”, “A Felicidade Ao Alcance de Todos”, e assim por diante. É aconselhável que sempre que possível o seu título tenha alguma coisa relacionada com amor. E se não tiver, trate de falar do amor durante o texto. Outra sugestão é fazer títulos que passem a imagem que você vai fazer uma análise aprofundada. “O Amor e a Lua Cheia”. “A Felicidade Para Quem Não Tem um Amor”. Crônica é uma narração, segundo a ordem temporal. O termo é atribuído, por exemplo, aos noticiários dos jornais, comentários literários ou científicos, que preenchem periodicamente as páginas de um jornal. Escolhido o título, você pode partir pra crônica propriamente dita. Tente escrever pouco e de maneira totalmente simples. Em hipótese alguma pense em usar metáforas elaboradas ou complexas analogias. Ninguém terá tempo de tentar entender o que você quis dizer. E pior, é provável que mesmo que quisessem não entenderiam. Mas se for possível, use uma linguagem poética bem melosa. “O amanhecer tépido fez com que as gotas de orvalho salpicassem no meu coração”, ou “Era como um beija-flor a procura da flor certa para sugar o néctar de seu amor”. Tente usar expressões positivas. “Darei asas ao pássaro adormecido dentro de mim, e então ventos brandos me levarão ao alcance da minha felicidade”. 
Já naquelas crônicas com temas críticos, o segredo é usar palavras de impacto, como “corrupção” ou “roubalheira”, em meio a expressões também fortes como “Aonde vamos parar?”, “Desse jeito vamos mal”, “O país não aguenta mais”, etc. Não se esqueça das frases que mostram que você é uma pessoa esclarecida, do tipo “Tem coisa que ninguém vê” e “O ideal seria fazer assim”.