O colégio Brasil Futura demonstrava índices alarmantes de reprovação e de violência. Não havia a sistematização de práticas pedagógicas e os professores não trabalhavam de maneira interdisciplinar. A comunicação era escassa e individualizada. A comunidade não participava e não frequentava o ambiente escolar. A professora Luciana foi eleita diretora e tentou mudar a situação desta realidade. Compreendeu que algumas situações de sua administração teriam que caminhar paralelamente às situações pedagógicas. A partir desta realidade, organizou uma nova equipe, de forma democrática, trazendo para a escola pais e responsáveis, professores e colaboradores de diferentes setores educacionais do colégio.

Sendo assim, a professora Luciana considerou algumas particularidades.I O projeto político-pedagógico traz a identidade da instituição escolar, por meio de permanente reflexão e discussão, e que, nesta situação, foi necessária a revisão do documento para que os resultados desejados fossem obtidos.II A organização de um sistema educacional se faz necessária e a sua mudança deve ser gradual e demorada, ou seja, dentro de um sistema, o processo de organização deve obedecer a uma escala de hierarquia e de burocracia.III Os processos de organização e gestão devem ser internos, para que sejam desburocratizadas centralizações de ações destes processos.IV A organização e a participação do colegiado e da comunidade direciona o trabalho pedagógico, divide tarefas e obrigações a serem cumpridas no ambiente escolar, objetivando o sucesso dos alunos.São princípios da gestão democrática, que devem ser considerados por essa professora, APENAS o que se afirma em:

a) I e II
b) I e III
c) II e IV
d) I e II e IV
e) I, III e IV

1

Respostas

2014-06-26T09:26:44-03:00
Alternativa d resposta certa

0