Respostas

2014-06-26T15:14:57-03:00
Era uma vez num reino muito distante morava um coelho muito ambicioso que se chama
Finário e uma cobra meio rica chamada cobrito eles eram inimigos ate que chegou na cidade um padre gato chamado midas.
  Um Belo dia Finario e Cobrito estavam discutindo:
-Voce nao passa de um coelho encardido horroroso que ninguem suporta!- disse Cobrita
- De Voce nao falo nada seu bicho sem pernas horroroso! - Diz Finario Inrritado
  E de repente chega Midas:
- Por que estao discutindo? -Disse ele
- Porque ele sempre esbarra em mim de proprosito e ... -Diz Cobrito
- Eu esbarro em voce onde que eu esbarro em voce? - Interrompe Finario
- Onde? Sempre na fila do sorvete voce esbarra em mim, sempre quendo passo perto de voce, voce esbarra em mim ! Ta bom ou Que Mais?
- CALEM!!!!-Diz Midas
 - voces tem de parar de so olhar os defeitos um do outro! Tentem olhar as qualidades
so falem comigo na hora que ficarem amigos
  Como o Midas era o unico padre da regiao nao dava mole para ninguem, chngava se nesessario, ate expulsava Do reino pois era a segunda autoridade maxima da cidade.
Dois dias depois Midas Chamou Cobrita e sua familha a Igreja :
-voces sabem o que seu filho tem feito na ausencia de voces?
- Nao respondeu os pais de cobrita
- Pois e voces ficam o dia inteiro fora e seu filho fica so e quando encontra com Finario nao tem mais pasiencia ai acontece que eles quase se matam de tanto discutir
- Isso e verdade Cobrito?
- Sim mae
  No mesmo dia Midas teve essa mesma conversa com os pais de Finario 
e uma semana depois quanto se reencortraram pararam de brigar pois seus pais tinham lhe dado um coro.
Fim
Moral
Se brigar levasse a algum lugar hoje nao teriamos respeito a ninguem!

1 4 1
A melhor resposta!
2014-06-26T16:29:58-03:00
O Cão Raivoso 

A honradez começa pela modéstia...
Um cachorro costumava atacar de surpresa, e morder os calcanhares de quem encontrasse pela frente. Então, seu dono pendurou um sino em seu pescoço, pois assim podia alertar as pessoas de sua presença, onde quer que ele estivesse. O cachorro cresceu orgulhoso, e vaidoso do seu sino, caminhava tilintando-o pela rua, como se aquilo fora um grande trófeu por méritos, que o tornava superior aos demais. Um velho e experiente cão de caça então lhe disse: "Por quê você se exibe tanto? Este sino que carrega, acredite, não é nenhum indício de honraria, mas antes disso, uma marca de desonra, um aviso público para que todas as pessoas o evitem por ser perigoso."
 
Moral da História:
Engana-se quem pensa que o fato de ser notório o tornará honrado.

1 5 1