Respostas

2014-07-01T04:28:32-03:00
Primeiro você tem que pensar em o que é origem (de onde saiu o dinheiro) e o que é aplicação.
As origens ficam do lado direito do balanço e as aplicações do lado esquerda.
Feito isso, você vai analisar o "prazo" dessas contas.
Os bens e direitos (aplicações) que serão consumidos até o próximo exercício, ficam no ativo circulante (caixas, bancos, estoques, clientes, contas a receber, impostos a recuperar...).
O que vier depois de um exercício, vai para o não circulante (aplicações de longo prazo, despesas pagas antecipadamente acima de um ano, etc...)
Além disso, terão tambem os ativos imobilizados, permanentes e intangíveis (moveis, utensilios, veiculos, imoveis, terrenos, marcas e patentes, participacoes em outras empresas...)
Atenção! Também entrarão as depreciações ACUMULADAS como contas redutoras dos ativos.

Do outro lado você segue o mesmo principio. Passivo circulante são os exigiveis ate um exercicio (salarios a pagar, comissoes a pagar, impostos a pagar, fornecedores, financiamentos de curto prazo, emprestimosnde curto prazo...)
Se passar de um exercício, passa para o passivo não circulante.

Para fechar, toda origem de dinheiro saída do bolso dos sócios e acionistas vai para o patrimônio líquido (Capital Social, Capital a integralizar, reservas...)