19. (Unesp) As contradições, amplas e profundas, do processo histórico das Minas Gerais, acabaram gerando relações que podem ser entendidas através dos antagonismos: colonizador/colonizado; dominador/dominado; confidente/inconfidente; opressão fiscal/reação libertadora. Nesse contexto, a Coroa Portuguesa, em seu próprio benefício, desenvolveu uma ação "educativa" compreendendo:
a) o estabelecimento de condições adequadas ao controle democrático da máquina administrativa.
b) a realização de programas intensivos de prevenção dos súditos contra os abusos das autoridades.
c) o indulto por dívida fiscal e o estímulo à traição e à delação entre os súditos.
d) o arquivamento do inquérito e queima dos autos contra os inconfidentes.
e) a promulgação de um novo regime fiscal que acabava com a prática da sonegação.

2

Respostas

2013-07-22T08:57:11-03:00
c) o indulto por dívida fiscal e o estímulo à traição e à delação entre os súditos.
1 5 1
Então o gabarito eu tenho! eu gostaria de entender o pq! a questão não ficou mt clara pra mim! :)
Perdão. É que eu tinha essa questão no meu caderno respondida, por isso eu respondi.
A melhor resposta!
2013-07-22T11:13:19-03:00
Bom,a juh já respondeu corretamente,mas tentarei ajudar.

No período colonial,a opressão fiscal(20% de impostos sobre o ouro recolhido) da Coroa Portuguesa sobre Minas Gerais(e o restante das regiões) era forte,e se não bastasse isso,Portugal criou a derrama: quando a região não conseguia cumprir estas exigências, soldados da coroa entravam nas casas das famílias para retirarem os pertences até completar o valor devido.

Logo,a insatisfação do povo e os consequentes conflitos eram fatores preocupantes e cada vez maiores.Para Portugal,não era vantajoso trazer tropas para cá para sufocar cada conflito que houvesse,por isso,começou a agir "diplomaticamente", fornecendo indulto fiscal( perdão) para quem devia impostos e oferecendo altas quantias para que
delatassem qualquer rebelião,conflito ou algo do tipo contra a Coroa.
6 5 6