Respostas

2014-07-10T13:09:11-03:00
Assim, como cada pessoa leva um tempo diferente para crescer, envelhecer e morrer, os elementos radioativos apresentam diferentes velocidades para que a desintegração de seus núcleos ocorra. Alguns transmutam em frações de segundo, outros demoram milhares de anos.  Por exemplo, o isótopo radioativo ferro-59, usado em estudos das células vermelhas do sangue, reduz regularmente à metade a sua radiação a cada 45 dias; já o tecnécio-99, utilizado em diagnóstico de anomalias ósseas, é mais rápido, ele se reduz à metade a cada seis dias. Isso nos mostra que os radioisótopos têm um tempo constante de radiação para reduzir-se à metade. Por isto, o conceito de meia-vida é tão importante. Além disso, visto que os isótopos de elementos radioativos são usados na medicina, como em exames clínicos, é necessário que o médico saiba o tempo de desintegração deste para calcular quanto tempo o paciente terá elementos em seu organismo. Precisa-se saber também quanto tempo o lixo radioativo deve ser isolado.A meia-vida é um fenômeno nuclear e, por isso, não é influenciada por fatores externos, como a quantidade de massa inicial ou a variação da pressão e temperatura.
1 5 1
  • Usuário do Brainly
2014-07-10T13:10:04-03:00
M = massa residual (kg)
Mo = massa inicial (kg)
X = quantidade de meias-vidas


t = X . POnde:
t = tempo de decaimento;
X = número de períodos de meia vida;
P = Período de meia vida;