Respostas

2014-07-23T23:06:38-03:00
Montesquieu.:"A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." 
Montesquieu quem dividiu os três poderes "Legislativo, Executivo e Judiciário". (Com base em teses lançadas por John Locke.) 

Voltaire disse.: "Posso não concordar com uma palavra que dizes, mas defenderei até a morte o direito de dizê-la." 

Rousseau disse.: "O homem nasce bom, é a sociedade que o corrompe." 
4 4 4
2014-07-23T23:08:00-03:00
François Marie Arouet (Voltaire) - "eu não concordo com nenhum das palavras do que você disse, mas vou defender até a morte o direito de você dizê-las". Um dos homens mais influentes do século XVIII escreveu inúmeros livros, cartas e peças de teatro, defendeu a liberdade de expressão e foi um ardoroso crítico da Igreja Católica. - Denis Diderot e Jean d'Alembert - organizadores da principal obra iluminista, a Enciclopédia, que buscou reunir em diversos volumes praticamente todo o conhecimento humano. Diversos pensadores foram convidados a escrever artigos para a grandiosa compilação, que representou o espírito iluminista pelo seu estilo racionalista. - John Locke - além de importante participação na Revolução Científica, foi um dos precursores do Iluminismo, ao defender ideias do liberalismo político como a monarquia constitucional e a propriedade privada. - Charles-Louis de Secondat (Barão de Montesquieu) - desenvolveu a ideia do governo estruturado em três poderes: Executivo, Legislativo e o terceiro sendo o Judiciário. Praticamente, todos os governos democráticos atuais utilizam a estrutura de Montesquieu. - Jean Jacques Rousseau - considerado por muitos o maior pensador iluminista. Contraditoriamente, foi o que mais se utilizou da emoção, distanciando-se de um pensamento racionalista radical. Através de importantes obras como Do Contrato Social e Emílio, Rousseau defendeu um governo feito pela maioria e uma educação infantil livre, afastada das amarras da sociedade. Sua defesa de um governo de consenso o caracteriza como um pré-socialista e suas cartas e textos autobiográficos, carregados de fortes emoções, influenciou de forma profunda o Romantismo.
2 5 2