Respostas

2014-08-20T23:25:33-03:00
Foi um conflito entre persas e gregos. Durante sua expansão em direção ao Ocidente, o poderoso Império Persa conquistou diversas colônias gregas na Ásia Menor, entre elas a importante cidade de Mileto. Essas colônias, lideradas por Mileto e contando com a ajuda de Atenas, tentaram, em vão, libertar-se do domínio persa, promovendo uma revolta. 
Foi o que bastou para Dário I, rei dos persas, lançar seu poderoso exército sobre a Grécia Continental, dando início às Guerras Médicas. A causa principal desses conflitos foi a disputa entre gregos e persas pela supremacia marítimo-comercial no Mundo Antigo. Nesse primeiro confronto, para surpresa de todos, 10 mil gregos, liderados pelo ateniense Milcíades, conseguiram impedir o desembarque de 50 mil persas, vencendo-os na Batalha de Maratona, no ano de 490 a.C. Os persas, entretanto não desistiram. Dez anos depois voltaram a atacar as cidades gregas. Essas, por sua vez, esqueceram as divergências internas e uniram-se, conseguindo com isso vencer os persas nas batalhas de Salamina (480 a.C.) e Platéia (479 a.C.) Conscientes de que os persas poderiam voltar a qualquer momento, várias cidades lideradas por Atenas formaram a Confederação de Delos, cuja sede ficava na ilha de Delos. Ficou acertado que cada uma dessas cidades deveria contribuir com navios, soldados e dinheiro. Atenas, porém, aproveitou-se do fato de ser a responsável pelo dinheiro da Confederação e passou a usá-lo em benefício próprio. Com isso, impulsionou sua indústria, seu comércio e modernizou-se, ingressando numa fase de grande prosperidade, e impondo sua hegemonia ao mundo grego.
18 4 18