Respostas

2014-08-26T16:33:11-03:00
Foi um levante ocorrido no Pará entre os anos 1835 e 1840 e teve como ponto de partida a divisão da elite paraense em torno da nomeação do presidente da província. Contou com a adesão da população pobre da província: indígenas, mestiços e negros da região, que viviam em cabanas (daí serem chamados de cabanos), à beira dos rios, em condições miseráveis. 

Os rebeldes assumiram o governo provincial após terem tomado a cidade de Belém, cujo porto escoava a produção da província, constituída de tabaco, cacau, borracha e outras drogas do sertão, sob o controle de uma elite de comerciantes locais, formada sobretudo por portugueses que exploravam a população mais humilde. Os insurgentes, entre os quais estavam o cônego Batista Campos, os irmãos Vinagre (Antônio e Francisco) e o seringueiro Eduardo angelim, decidiram proclamar a independência da província. 

O movimento, de caráter eminentemente popular, acabou fracassando pela traição de vários participantes, pela falta de consenso entre seus líderes e pela indefinição quanto aos rumos do governo da província. Foi violentamente sufocado por tropas governamentais enviadas à ergião, e, em 1840, o Pará foi "pacificado" à custa da morte de cerca de 30 mil pessoas, perto de 20% da população total da província. 

Está bom assim? 

Abraço
Source:História Geral e do Brasil, por Claudio Vicentino e Gianpaolo Dorigo, 2005