]
Faça a tradução do inglês para o português do texto abaixo.

In 2010, Jessica Gallagher created history at the Winter Paralympics in Vancouver, becoming the first Australian woman to ever win a Winter Paralympic Games medal. With guide Eric Bickerton, Jessica claimed bronze in the women’s vision impaired slalom, capping an amazing rise in the sport after joining the APC’s alpine skiing program in 2009. And to make her momentous Paralympic medal even more special, she won it on her 24th birthday.

In 2014, Jessica did it again – winning bronze at the Sochi Paralympics but this time in the giant slalom and with new guide, Christian Geiger. Her rapid rise as a Paralympic skier came after her track and field career was placed on hold following the 2008 Beijing Games. Having earned selection to the Australian Team in the 100m, long jump, discus and shot put, Jessica was ruled out the day before the Opening Ceremony after Paralympic classifiers declared her right eye was 0.1 of a degree too sighted to legally compete.

With a rare disease known as cone dystrophy which continues to deteriorate her sight, Jessica became eligible for both the Summer and Winter Paralympics and following Vancouver, she returned to athletics where she debuted at the 2011 IPC Athletics World Championships, just 10 months after the Vancouver Games. Jessica won a silver medal in the long jump and a bronze medal in the javelin.

Hoping to become the first Australian Paralympian to win a medal at both the Summer and Winter Paralympics, Jessica competed in the long jump and javelin at the London 2012 Paralympics however she sustained a serious knee injury in the weeks leading up to the Games which hampered her results. She finished fifth in the long jump and sixth in the javelin.

Jessica loves watching her favourite sporting team the Essendon Bombers win, and spending time with her family and friends as well as travelling to new places. In 2010 she was named Female Australian Paralympian of the Year for her bronze medal performance in Vancouver.

1

Respostas

2014-09-02T16:28:20-03:00
Em 2010, Jessica Gallagher criou a história nos Jogos Paraolímpicos de Inverno em Vancouver, tornando-se a primeira mulher australiana a ganhar uma medalha de Jogos Paraolímpicos de Inverno. Com guia de Eric Bickerton, Jessica afirmou bronze na visão prejudicada slalom feminino, coroando uma ascensão incrível no esporte depois de se juntar programa de esqui alpino da APC em 2009 e fazer sua medalha paraolímpica importante ainda mais especial, ela ganhou em seu aniversário de 24 anos . 
Em 2014, Jessica fez isso de novo - vencedora de bronze nos Jogos Paraolímpicos de Sochi, mas desta vez no slalom gigante e com novo guia, Christian Geiger. Sua rápida ascensão como um esquiador paraolímpico veio depois de sua pista e campo da carreira foi colocado em espera após os Jogos de Pequim de 2008. Tendo ganho de seleção para a equipe australiana nos 100m, salto em distância, arremesso de peso e disco, Jessica foi descartado um dia antes da cerimônia de abertura após classificadores Paraolímpicos declarou seu olho direito foi de 0,1 de um grau muito perspicaz para competir legalmente. 
Com uma doença rara conhecida como distrofia de cones, que continua a deteriorar-se a visão, Jessica se tornou elegível para o Verão e Jogos Paraolímpicos de Inverno e seguindo Vancouver, ela voltou ao atletismo, onde ela estreou no Campeonato Mundial de Atletismo IPC 2011, apenas 10 meses após a Vancouver Jogos. Jessica ganhou uma medalha de prata no salto em distância e uma medalha de bronze no dardo. 
Na esperança de se tornar o primeiro atleta paraolímpico brasileiro a ganhar uma medalha, tanto no Verão e Jogos Paraolímpicos de Inverno, Jessica competiu no salto em distância e dardo nos Jogos Paraolímpicos de Londres 2012 no entanto, ela sofreu uma grave lesão no joelho, nas semanas que antecederam os Jogos que ela dificultaram resultados. Ela terminou em quinto lugar no salto em distância e em sexto no dardo. 
Jessica adora assistir seu time esportivo favorito dos Bombers Essendon ganhar, e passar tempo com sua família e amigos, bem como viajar para novos lugares. Em 2010 ela foi nomeada Feminino paraolímpico Australiano do Ano por seu desempenho medalha de bronze em Vancouver.
9 3 9