Respostas

2013-08-25T22:40:48-03:00
Nos engenhos e demais plantações, os escravos eram submetidos a trabalho forçado, tinham condições de vida totalmente indignas, por exemplo, para dormir, eram todos amontoados em uma espécie de subsolo de barracão, um ambiente sem ventilação e sem lugares para fazer necessidades básicas, eram as senzalas. Não tinham nenhum direito, a não ser o de trabalhar calados.
Além disso sofriam punições bárbaras se cometessem qualquer erro.
Já nos quilombos, os escravos fugitivos viviam de acordo com a cultura africana, plantando e produzindo em comunidade, sem distinções por ser homem, mulher, criança, idoso. Às vezes, roubavam alimentos de comunidades e engenhos vizinhos também. Crimes como adultério e homicídios eram punidos com a pena de morte.

Sendo assim, acredito que as semelhanças sejam que os mesmos que faziam o trabalho escravo era que viviam em quilombos, após fugirem. Além do mais, em ambas as situações existiam castigos que poderiam levar à morte.