Respostas

2013-08-26T14:39:18-03:00
A África apesar de ser o continente de maiores contrates sociais, encontramos nela pessoas de alto poder aquisitivo, sendo que a maioria vive abaixo da linha da pobreza. No decorrer dos anos, essa problemática tem sido o principal foco de atenção em alguns países africanos, decorrente de colonização européia.
Porém não só encontramos coisas ruins nesse continente. Rico em belezas naturais, a África possui muitas paisagens admiráveis: savanas, desertos, florestas equatoriais entre muitas outras.
Comparando a África com outros continentes, percebe-se que há muitas desigualdades, pois lá existem os piores indicadores sócio-econômicos do mundo. Muitas crianças morrem desnutridas, há problemas com a AIDS, guerras étnicas entre outros.
A África é o resultado de anos de ocupação de diversas culturas européias, tribos locais, entre muitas outras ocupações. Hoje em dia, o petróleo vem sendo muito importante para a economia africana. Países Norte americanos estão interessados em investir comercialmente em grande produção do produto no continente, trazendo benefícios para a região.
Enquanto alguns países da África vivem com uma economia estável, como a África do Sul que detém sozinha quase 50% da produção industrial do continente africano. Outros países que formam a faixa da África Subsaariana vivem na mais infeliz miséria. E também, por outro lado, o continente africano em sua parte setentrional sofre muito com a questão da fome e das desigualdades sociais. O continente em geral tem os piores indicadores sociais do mundo.
Este continente que possui as terras mais ricas em recursos minerais é o maior produtor mundial de ouro, porém vive na penúria. Possui também grandes reservas de diamante, urânio, antimônio, platina e carvão.
A África é um continente marcado pelos últimos séculos, onde os europeus com a expansão econômica explorou grandes partes das riquezas da África deixando o continente em um eterno conflito de fronteiras e de religiões, ainda hoje muitos países ricos exploram a economia africana. A África recebe bilhões de dólares de doações, o dinheiro só serve para enriquecer o bolso dos políticos que deixam seus habitantes morrerem de fome, sede, desnutrição, e etc.
O HIV está fazendo vítimas no continente africano, milhões de pessoas morrem por causa dessa doença, e mais da metade da população da África está abaixo da linha de pobreza. A África é um continente marcado por guerras, a menos de 15 anos que a África do Sul vivia o Apartheid.
A este continente só resta os lamentos de anos de exploração, que tornou um dia o “berço da humanidade” no cemitério de sofredores, deteriorados pelos próprios filhos ingratos.
Ainda há muito que fazer para que a África deixe de ser o continente mais pobre e passe, ao menos, para uma situação menos deplorável.A República Centro-Africana é um dos países menos desenvolvidos do mundo com um PIB per capita de pouco mais de 700 dólares anuais , deficientes comunicações e um sistema educativo e de formação quase inexistente. O grosso da população dedica-se à agricultura de subsistência e a extração de produtos florestais. A agricultura é responsável por mais da metade doproduto interno bruto1 . Para o próprio consumo cultiva-se milho, inhame, mandioca e banana. Para exportação cultiva-se café,algodão e tabaco.O setor madeireiro, com uma exploração de recursos sem controle, constitui uma parte substancial das exportações. Aextração mineral, a exceção dos diamantes, ouro e urânio, está inexplorada.A indústria depende do setor mineiro e pequenas empresas; e o setor de serviços é, sobretudo, público. Os recursos energéticos próprios são escassos e o país depende do exterior, com exceção de algumas centrais hidroelétricas. O petróleo é importado de Camarões.Os principais fatores que dificultam o desenvolvimento do país são sua posição central no continente, sem saída para o litoral, um sistema de transporte deficiente, uma mao de obra pouco qualificada, e o legado da falta de um planejamento macroeconomia. A luta entre o governo e fações rebeldes é outro complicador para a recuperação econômica. O turismo é a nova e crescente fonte de divisas.
1 5 1