Respostas

2013-08-31T11:18:14-03:00
Quando nos referimos a nós, a uma árvore, aos gases que constituem o ar que respiramos, etc., sabemos que nos estamos a referir a algo que é formado por elementos muito mais simples que não conseguimos detetar sem o recurso a processos laboratoriais. Contudo, estes elementos químicos que compõem o que nos rodeia, e até nós mesmos próprios, não são criados somente pelos organismos vivos, mas podem ser "reciclados". Isto é, nós podemos estar a utilizar os mesmos elementos que os seres da Terra primitiva usaram há milhões de anos.  Este processo é cíclico, o que significa que se repete várias vezes e o mesmo elemento pode ser absorvido e reciclado tanto por elementos bióticos (seres vivos), como pelos abióticos (ar, água, solo, etc.). São estes ciclos que determinam o dinamismo da matéria na Terra. Exemplos: Carbono, Azoto ou Nitrogénio, etc. 
Embora a água não seja um elemento químico, é um composto essencial à vida e cuja molécula é composta, como é óbvio por 2 Hidrogénio e 1 Oxigénio. Este ciclo permite que a água alterne entre vários estados físicos (sólido, líquido, gasoso) e se movimente por vários locais da Terra. A água pode estar nos rios e mares, mas também na constituição básica dos seres vivos. Pode alterar paisagens através do seu efeito erosivo, transportar sedimentos, etc.
Se dividirmos a palavra "Biogeoquímicos": BIO + GEO + QUÍMICO
Assim, esses ciclos reciclam matéria essencial aos seres vivos (BIO), que intervém em processos geológicos (GEO) e "reciclam" elementos QUÍMICOS necessários ao dinamismo do sistema Terra. Assim, percebemos que o ciclo hidrológico, cumprindo estes requisitos na totalidade, é um dos mais importantes ciclos biogeoquímicos.
1 5 1