Ao falarmos sobre ética e moral estamos, também, falando sobre liberdade. Sobre esse tema há muitas ideias. Podemos dizer que liberdade é poder fazer tudo e não receber punições. É poder escolher sem consequências e, ainda, não depender de nada e nem de outras pessoas em nossas escolhas. A liberdade se opõe ao conceito de Determinismo?

1

Respostas

2013-09-02T20:20:00-03:00
Em primeiro lugar importa definir o tipo de liberdade a que nos referimos. Em filosofia, por norma, a liberdade da vontade e o conceito de libertismo/determinismo são os mais discutidos. De A, B ou C, eu escolhi B. Saber se eu tenho liberdade da vontade é saber se eu poderia ter escolhido outra coisa que não B. Se sim, então eu poderia ter escolhido A ou C, porque não o fiz? Mas e se eu não pudesse escolher outra coisa que não B? Eu escolhi B porque gostava mais, porque era mais bonito, porque valia mais, porque tinha interesse em B, ou outra qualquer razão. Contudo, isso não significa que eu seja livre. O determinismo defende que tudo é o resultado inevitável de uma série causal. Eu ter escolhido B já estava determinado muito antes de eu o fazer, provavelmente antes de nascer. Contrariamente, o libertismo defende que temos liberdade da vontade e que eu poderia facilmente ter escolhido A ou C.
Outro ponto que referiu foi a punição. Se as nossas ações estão predeterminadas, será que podemos ser responsabilizados pelas nossas ações? Se eu matar alguém, de acordo com os deterministas, isso estaria predeterminado muitos anos antes, até que ponto posso eu ser responsabilidade por algo que não pude escolher?
Este é um dos problemas mais complexos da filosofia mas também dos mais interessantes, explore e se precisar de ajuda, já sabe.
0