Sobre o pensamento de Durkheim, ele estabeleceu como objeto de estudo da Sociologia os “fatos sociais”. Estes, na sua conceituação, apresentariam três características importantes. Seriam elas:

Alternativas
1 - Coercitividade, exterioridade e generalidade.
2 - Abertura, interioridade e especialidade.
3 - Fechamento, introspectividade e introjeção
.
4 - Maleabilidade, finalidade e objetividade.
5 - Contrariedade, casualidade e subjetividade.Sua resposta

2

Respostas

2013-09-08T10:49:42-03:00
O que pensou Para Durkheim, a educação é uma função coletiva, que visa ao bem social. Por isso, à sociedade caberia determinar quais as ideias e os sentimentos a imprimir na criança para que se tornasse um cidadão adaptado.Frase“A educação tem por objetivo suscitar e desenvolver na criança estadosfísicos e morais que são requeridos pela sociedade política no seu conjunto”; 
“A sociedade e cada meio social particular determinam o ideal que a educação realiza” 
Émile Durkheim nasceu em 1858, em Épinal, no noroeste da França, próximo à fronteira com a Alemanha. Era filho de judeus e optou por não seguir o caminho do rabinato, como era costume na sua família. Mais tarde declarou-se agnóstico. Depois de formar-se, lecionou pedagogia e ciências sociais na Faculdade de Letras de Bordeaux, de 1887 a 1902. A cátedra de ciências sociais foi a primeira em uma universidade francesa e foi concedida justamente àquele que criaria a Escola Sociológica Francesa. Seus alunos eram, sobretudo, professores do ensinoprimário. Durkheim não repartiu o seu tempo nem o pensamento entre duas atividades distintas por mero acaso. Abordou a educação como um fato social. "Estou convicto de que não há método mais apropriado para pôr em evidência a verdadeira natureza da educação", declarou. A partir de 1902, foi auxiliar de Ferdinand Buisson na cadeira de ciência da educação na Sorbonne e o sucedeu em 1906. Estava plenamente preparado para o posto, pois não parara de dedicar-se aos problemas do ensino. Dentro da educação moral, psicologia da criança ou história das doutrinas pedagógicas, não há campos que ele não tenha explorado. Suas obras mais famosas são A Divisão do Trabalho Social e O Suicídio. Morreu em 1917, supostamente pela tristeza de ter perdido o filho na Primeira Guerra Mundial, no ano anterior. 

Em cada aluno há dois seres inseparáveis, porém distintos. Um deles seria o que o sociólogo francês Émile Durkheim chamou de individual. Tal porção do sujeito - o jovem bruto -, segundo ele, é formada pelos estados mentais de cada pessoa. O desenvolvimento dessa metade do homem foi a principal função da educação até o século 19. Principalmente por meio da psicologia, entendida então como a ciência do indivíduo, os professores tentavam construir nos estudantes os valores e a moral. A caracterização do segundo ser foi o que deu projeção a Durkheim. "Ele ampliou o foco conhecido até então, considerando e estimulando também o que concebeu como o outro lado dos alunos, algo formado por um sistema de idéias que exprimem, dentro das pessoas, a sociedade de que fazem parte", explica Dermeval Saviani, professor emérito da Universidade Estadual de Campinas. 

Dessa forma, Durkheim acreditava que a sociedade seria mais beneficiada pelo processo educativo. Para ele, "a educação é uma socialização da jovem geração pela geração adulta". E quanto mais eficiente for o processo, melhor será o desenvolvimento da comunidade em que a escola esteja inserida. 

Nessa concepção durkheimiana (também chamada de funcionalista), as consciências individuais são formadas pela sociedade. Ela é oposta ao idealismo, de acordo com o qual a sociedade é moldada pelo "espírito" ou pela consciência humana. "A construção do ser social, feita em boa parte pela educação, é a assimilação pelo indivíduo de uma série de normas e princípios - sejam morais, religiosos, éticos ou de comportamento - que baliza a conduta do indivíduo num grupo. O homem, mais do que formador da sociedade, é um produto dela", escreveu Durkheim. 

Essa teoria, além de caracterizar a educação como um bem social, a relacionou pela primeira vez às normas sociais e à cultura local, diminuindo o valor que as capacidades individuais têm na constituição de um desenvolvimento coletivo. "Todo o passado da humanidade contribuiu para fazer o conjunto de máximas que dirigem os diferentes modelos de educação, cada uma com as características que lhe são próprias. As sociedades cristãs da Idade Média, por exemplo, não teriam sobrevivido se tivessem dado ao pensamento racional o lugar que lhe é dado atualmente", exemplificou o pensador
2 3 2
bom obrigado
Sobre o pensamento de Durkheim, ele estabeleceu como objeto de estudo da Sociologia os “fatos sociais”. Estes, na sua conceituação, apresentariam três características importantes. Seriam elas:
Sobre o pensamento de Durkheim, ele estabeleceu como objeto de estudo da Sociologia os “fatos sociais”. Estes, na sua conceituação, apresentariam três características importantes. Seriam elas:
conforme durkhein resposta correta correta da questão é :
1 - Coercitividade, exterioridade e generalidade.
esta certa
sim esta pois tirei de meus livros. material da unopar
2013-09-08T13:54:08-03:00
Letra A- coercitividade, exterioridade e generalidade