Respostas

2017-01-13T11:11:09-02:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
LEVI STRAUS fala em seu texto sobre "RAÇA E CULTURA "

As várias culturas existentes no mundo não devem ser consideradas como um fenômeno natural ,pois os homens tendem a englobar as raças ,sem haver uma igualdade de cultura , simplesmente as modifica em função de situações no tempo e no espaço ( ETNOCENTRISMO --> costume de tomar os seus padrões como referencia como o certo )
Isto é um " falso evolucionismo" , os homens tentam reconhecer as outras culturas , para suprimir as diferenças culturais que existem .
Os progressos que existem de uma cultura para outra se dá aos saltos , pois a cultura é acumulativa , o homem aproveita dos aspectos que tem significados e a qualifica de acordo com seus interesses , número e diversidade .
Para LEVI-STRAUSS a verdadeira contribuição das culturas está na coexistência com o máximo de diversidade , pois é na diferença de CULTURA que consiste a própria existência da cultura humana.

METÁFORAS De CULTURA --

"AS CULTURAS SE MOVEM COMO ANDA UM CAVALO NO JOGO DE XADREZ".
Ele quer dizer que a CULTURA se move , se evolue , , como "o movimento do cavalo no xadrez para todos os lados " porque a cultura Não está estática , não está parada sempre evolui .

""A CULTURA É COMO UM TREM "

Cada trem seria uma cultura diferente ,um povo , uma raça diferente . Sabemos que elas não caminham todas na mesma direção ou velocidade de progresso .Umas são rápidas , outras lentas e em várias direções, com seu caminho ,sua velocidade . E nós devemos apenas observar sem interferir .

1 4 1
2017-01-13T12:07:17-02:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Medo ,etnocentrismo, relativismo e as metáforas usadas por Levi.


Porque eu teria medo de viver neste mundo relativista ? Posso ser louca em dizer que as coisas funcionam muito bem ,e leviana em aprovar o que ocorre com os refugiados na Europa ,mas ao mesmo tempo não fugir de minha responsabilidade de cidadão globalizado por estar num mundo tão informativo aonde a informação estar sempre ao nosso redor ,e a cada dia se modifica mais ,pois a cada dia por descobre novas invenções que vão modificando os nossos dias e por obrigação não posso ser indivíduo etnocêntrico ,pois respeito as culturas das pessoas ,não classifico como melhor ou pior que a minha ,além de tudo respeito todas as opiniões ,todas as crenças alheias as minhas, enfim aceito as diferenças o que já ajuda muito por ter tanta violência gerada por as desigualdades levando preconceitos, desrespeito, intolerância, aonde mesmo com opiniões diferentes ninguém tem uma verdade certa tem apenas opiniões relativas. O modo que a cultura se manifesta através de opiniões faz com que a nossa vida seja como um tabuleiro de xadrez no qual o cavalo pode ir ,voltar, recuar ,assim como todos nós sempre se movimentamos de forma difícil assim comparamos a cultura incerta ,ao modo que o cavalo se move no tabuleiro de xadrez, pois o cavalo é a única peça a não se mover de forma reta no xadrez e Strauss compara a cultura a um trem porque ?Cada trem é uma cultura e as culturas não caminham todas na mesma direção e velocidade sendo que umas caminham rapidamente e outras em direções quase opostas. Portanto cada uma tem sua forma diferente de observar o mundo e seguir caminhos uns em linhas retas como uma torre e outras em diagonal como um bispo .