Respostas

2013-09-16T14:13:35-03:00
Isso já ocorre em vários países,"Na maioria dos processos, cerca de um terço da água do mar vira água potável, enquanto os dois terços restantes são descartados na forma de salmoura, um líquido com alta concentração de sais que sobra da separação", afirma o geólogo Aldo Rebouças,o descarte desse resíduo é um dos grandes dilemas da dessalinização. No solo, a salmoura inibe o crescimento das plantas. Se a mistura cair em correntes de água doce, ela pode matar a vida aquática sensível ao sal. 
2013-09-16T14:14:23-03:00
Um plástico poroso barra o sal e deixa o líquido pronto para beber1. A água do mar começa a virar água potável quando o líquido oceânico é bombeado para os filtros da fase de pré-tratamento. Nessa etapa, são retiradas as substâncias grosseiras, como grãos de areia que podem danificar os equipamentos da usina, além de vírus e bactérias prejudiciais à saúde humana2. Depois da purificação inicial, a água salgada segue para a etapa em que o sal será efetivamente retirado da mistura. A técnica mais moderna para realizar essa tarefa é a chamada osmose reversa. Esse método baseia-se no uso de membranas plásticas com microporos que barram a passagem de sal, deixando a água pronta para beber3. Além da água potável, o processo de dessalinização gera um outro subproduto, a salmoura, um líquido com altíssima concentração de sais. Para evitar que esse resíduo contamine o solo ou algum rio de água doce, a solução é devolvê-lo ao mar ou lançá-lo em lagoas salgadas, onde se pode criar camarões, tilápias e outros peixes do mar4. Geralmente, a água recolhida depois da separação já pode ser bebida e segue para a distribuição. Mas, em alguns casos, o líquido ainda recebe um tratamento químico para reduzir a acidez. Outro inconveniente é que a dessalinização não retira da água do mar apenas o sal, mas também minerais como cálcio, potássio e magnésio, compostos essenciais para fortalecer os dentes e prevenir cárie