Respostas

2013-09-16T19:58:01-03:00
Paixão pela música, fanatismo por grupos que estão do outro lado do mundo, fã-clubes, megashows com mais de um milhão de pessoas. Todos estes fatores estão ligados ao processo da criação de uma indústria cultural, ocorrido no século XIX. Muito antes do surgimento de gravadoras, LPs, CDs, mp3 e até mesmo do jabá, já existia o fetiche pelo produto, fosse ele cultural ou não. Este fenômeno está atrelado ao processo de industrialização, que influenciou na criação da indústria cultural, dos meios de comunicação em massa e da cultura de massa. É esta, através das alterações que produz no modo de produção e na forma do trabalho humano, que determina um tipo particular de indústria (a cultural) e de cultura (a de massa), implantando numa e noutra os mesmo princípios em vigor na produção econômica geral: o uso crescente da máquina e a submissão do ritmo humano de trabalho ao ritmo da máquina; a exploração do trabalhador; a divisão do trabalho”, explica Teixeira Coelho no livro O que é Indústria Cultural, da Coleção Primeiros Passos – editora Brasiliense. A criação de um produto para as massas desembocou na venda rápida e em larga escala de material produzido por artistas e embalados na forma de produto. Daí criaram-se expressões muito utilizadas quando se estuda a indústria cultural: a cultura superior, média e a cultura de massa.