Respostas

2013-10-04T18:26:03-03:00
A população de Atenas dividia-se em três classes: cidadãos, metecos e escravos.

A cidadania era um privilégio que se adquiria pelo nascimento. Somente filhos de pai e mãe atenienses se reservava o direito de serem cidadãos. Os estrangeiros e seus descendentes, domiciliados em Atenas, formavam a classe dos metecos, excluídos, como os escravos, da vida política. Diz-se em resumo, que em Atenas, todos cidadãos tinham direitos políticos, mas nem todos habitantes eram cidadãos. 

Espero ter ajudado :33
4 5 4
2013-10-04T23:59:23-03:00
Oi, Geovanna :)
A organização política em Atenas nasceu com a cidadania oligárquica, ou seja, era um governo formado por um grupo com poucas pessoas no poder, o que faz com que os interesses políticos dessa equipe prevalecessem sobre os da maioria.  A partir do século V a.C (5, antes de Cristo), a democracia foi se ampliando.
 A função da sociedade ateniense era participar das atividades políticas, e não demonstrar interesse por esses assuntos públicos era uma atitude condenada. Porém, havia exceções, como ocorre com os escravos, metecos (estrangeiros) e mulheres, que não podiam participar dessas atividades políticas.
Mas... os metecos poderiam ser homens e não escravos, então por que não podiam votar? Os metecos não podiam participar da vida política por um fato perceptível e muito bem pensado para a época em questão: caso houvesse guerra em Atenas, esses estrangeiros não se efetivariam como soldados, porque podiam ser nacionalistas e lutar pela defesa do país de origem, o que desestruturaria o exército ateniense.
2 5 2