Analise a tabela referente ao número de matérias sobre o governo feita pela revista Veja, elaborada na dissertação de mestrado “A cobertura da revista Veja no primeiro mandato do presidente Lula”, de Fábio Makhoul, apresentada em uma entrevista ao site Escrevinhador, cujo trecho reproduzimos abaixo:

PT? É possível delimitar períodos de maiores ofensivas ou recuos?

Veja só se manteve recuada nos ataques no primeiro ano do mandato de Lula, 2003. Em 2004, começou sua ofensiva, embora de forma meio tímida. Mas em 2005 e 2006, Lula e o PT foram os principais temas da capa. Em 2005, das 52 edições, Lula e o PT aparecem de forma negativa em 24 capas, sendo 18 delas classificadas pela própria Veja no tema escândalo. Ou seja, quase a metade das edições abordaram o presidente negativamente. Em 2006, último ano de governo, Veja publicou 15 capas sobre Lula e o PT, todas desfavoráveis em pleno ano eleitoral.

Nos quatro anos do primeiro mandato de Lula, o governo e o PT foram os principais temas da capa de Veja, ocupando mais de um quarto das manchetes do período. Foram 49 capas negativas, sendo 39 só em 2005 e 2006. Comparativamente à atuação de governos passados, o tratamento da imprensa e de Veja à gestão Lula foi muito desigual. Durante a era tucana, por exemplo, as denúncias contra o governo federal não tiveram muito destaque. Em 1997, o presidente Fernando Henrique Cardoso foi acusado de comprar votos para a aprovação da emenda que permitiu sua reeleição, havia denúncias sobre as privatizações e corrupção em vários órgãos ligados ao governo federal, como a Sudam e a Sudene. Naquele ano, apenas uma capa foi feita sobre as acusações, com a foto de Sérgio Motta, então ministro-chefe da Casa Civil, e a chamada da capa era: “Reeleição”.

Considerando a tabela e o trecho de entrevista acima, é correto afirmar que:

Ao longo do mandato do PSDB a revista Veja manteve sua conduta denunciadora e investigativa.

Em geral, as revistas e jornais têm uma conduta de constantemente atacar quem está no poder.

A desigualdade de destaques negativos na gestão PT se deve a falta de escândalos e denúncias ao longo do mandato de Fernando Henrique Cardoso.

Houve um claro impulso na produção de matérias sobre o governo, com especial esforço na divulgação de escândalos que abalassem negativamente o mesmo.

O número de matérias negativas e escândalos manteve-se em constante desempenho crescente de 2003 a 2006.

1

Respostas

A melhor resposta!
2013-10-14T22:32:36-03:00
Houve um claro impulso na produção de matérias sobre o governo, com especial esforço na divulgação de escândalos que abalassem negativamente o mesmo. 
1 5 1