Respostas

2013-04-04T22:17:23-03:00
 Mitos Celtas

 

Os mitos são pistas para as potencialidades espirituais da vida humana. Joseph Campbell


Os mitos são histórias universais e atemporais que de certa forma, refletem e moldam nossas vidas - exploram os desejos, os medos, os anseios e fornecem narrativas que nos lembram qual é o significado da vida - através das suas simbologias. 

"Dizem que o que todos procuramos é um sentido para a vida. Não penso que seja assim. Penso que o que estamos procurando é uma experiência de estarmos vivos, de modo que nossas experiências de vida, no plano puramente físico, tenham ressonância no interior de nosso ser e de nossa realidade mais íntima, de modo que realmente sintamos o enlevo de viver. É disso que se trata, afinal, e é o que essas pistas nos ajudam a procurar, dentro de nós mesmos. Os mitos nos ensinam que você pode se voltar para dentro de si para captar a mensagem dos símbolos." Joseph Campbel. 

Os contos e os mitos do mundo céltico são crenças antigas que estão graficamente preservadas em vários textos ou manuscritos, que vão desde o irlandês "Lebor Gabála Érenn - O Livro das Conquistas" ao Mabinogion - coletânea escrita em prosa, no galês medieval - baseado nas tradições dos primeiros contadores de histórias, conhecidos como bardos, na tradição druídica. 

As histórias serviam como elemento de educação para os jovens da nobreza céltica, pois seus personagens heróicos forneciam um modelo de comportamento guerreiro, próprio para juventude da época. Contudo, os mitos também forneciam representações lendárias de personagens reais, tão marcantes que foram preservados tanto na poesia bárdica como na memória popular. 

Mesmo com a chegada do cristianismo, os contos orais não puderam ser destruídos, mas acabaram sendo adaptados ou cristianizados, onde antigos Deuses celtas tornaram-se um único Deus e sacerdotes druidas foram "substituídos" por monges católicos, isso, se restou algum druida vivo depois do século I. 

Sendo que, o maior prodígio destas histórias são indiscutivelmente o fato de terem sobrevivido, durante séculos afora, fornecendo até os dias de hoje, informações sobre este rico e encantador mundo celta, para que assim, possamos transmiti-los às gerações futuras, preservando um pouco mais da cultura celta. 

Mas, antes precisamos saber as definições básicas, entre: lendas, mitos e contos. 

- Lendas: narrativa de caráter maravilhoso, em que fatos históricos são transformados pela imaginação popular ou pela invenção poética. As lendas freqüentemente contêm um elemento real. 

- Mitos: narrativa popular ou literária, que coloca em cena seres sobrenaturais e ações imaginárias, para as quais se faz a transposição de acontecimentos históricos reais, fabulosos ou fantasiosos. 

- Contos: como gênero literário de ficção é a narrativa folclórica em prosa, tanto oral como escrita, de menor dimensão das tradições, lendas, canções e costumes populares de um país. 

Os mitos celtas foram preservados através das tradições orais e através dos registros escritos de monges cristãos, poetas e escribas medievais, a seguir em: Visão geral sobre os mitos celtas. 

Por fim, a história dos celtas mantêm-se vívida, através da memória ancestral das lendas e dos mitos, contadas em verso e prosa, por séculos afora... Que assim seja!

2013-04-05T13:52:12-03:00

O Príncipe da Ilha Solitária passou seis noites e seis dias no divã de ouro com a Rainha do Tubber Tintye, que nele jazia, estando o divã montado sobre rodas de ouro que giravam continuamente - o divã que girava e girava, sem parar, noite e dia; na sétima manhã ele disse: "Está na hora de eu deixar este lugar". Assim, desceu e encheu três garrafas com água do poço flamejante.

Havia, no quarto de ouro, uma mesa de ouro e, sobre a mesa, uma perna de carneiro e um pedaço de pão; e mesmo que todos os homens de Erin comessem durante um ano à mesa, o carneiro e o pão seriam os mesmos, tanto antes como depois de eles comerem.O Príncipe tomou assento, comeu sua parte do pão e da perna de carneiro e os deixou como havia encontrado. Então, levantou-se, tomou das três garrafas, pô-las em sua bolsa e estava prestes a deixar o quarto quando disse a si mesmo: "Seria uma pena que ir embora sem deixar nada que permita à rainha saber quem esteve aqui enquanto ela dormia".

Por isso, escreveu uma carta, dizendo que o filho do rei de Erin e da Rainha da Ilha Solitária havia passado seis noites e seis dias no quarto de ouro de Tubber Tintye, havia retirado três garrafas de água do poço flamejante e comido à mesa de ouro. Tendo colocado sua carta sobre o leito da rainha, ele partiu, passou pela janela aberta, saltou sobre o lombo do pequeno cavalo magro e maltratado e passou ileso pelas árvores e pelo rio.´´

Fonte : Joseph Cambell, "O Herói de Mil Faces", Editora Cultrix/Pensamento - Pág. 163


Comentário : Os mitos do Axis Mundi, o Eixo do mundo ou ainda o Centro do Mundo falam do lugar do início de tudo que é imaculado e onde os elementos se encontram em seus estados originais. Lá existe a fartura, a morte não atinge ninguém e é onde o herói deve encontrar o Grande Regente da Terra, normalmente sob a forma de uma mulher. Os celtas consideravam QUE a Rainha de Tubber Tintye estava neste local mistico, dormindo num divã com rodas que giravam no eixo do mundo