Respostas

2013-04-05T19:54:49-03:00

Acho que a da Grécia Antiga é mais coerente.

2013-04-05T22:10:47-03:00

Na Atenas da Antiguidade(cidade da Grécia onde se originou a democracia) era do tipo PARTICIPATIVA - 1 cidadão = 1 voto, no Brasil é do tipo REPRESENTATIVA (1 eleitor, 1 voto), as diferenças não param por aí.
Na Atenas antiga, o cidadão era HOMEM, maior de certa idade, filho de pai e mãe atenienses, ou seja, estavam excluídos os estrangeiros, os escravos e os menores de idade. As assembléias eram feitas na ágora (praças públicas) e os projetos levados á votação, cada cidadão votava livremente e se contavam os votos por cabeça, quando os favoráveis levantam a mão, por exemplo.
No Brasil, com a democracia representativa, votam homens e mulheres, até analfabetos, se assim o quiserem, maiores de 16 anos, se assim o quiserem (obrigados os maiores de 18 anos) e por represetação: votamos em candidatos por partido, os partidos mais votados elegem X candidatos que REPRESENTAM seus eleitores nas câmaras municipais, nas assembléias legislativas, na câmara dos deputados federais ou no senado federal, ou, ainda, na prefeitura, Estado ou União.
O eleitor brasileiro como que "entrega" o seu poder de decisão para uma terceira pessoa que investido da representatividade vota em sue lugar no legislativo ou no executivo.