Marcelo adora assistir a bons filmes e quer comprar uma TV HD 3D, para ver seus títulos prediletos em casa como se estivesse numa sala de cinema. Ele sabe exatamente as características do aparelho que deseja comprar, porque já pesquisou na internet e em algumas lojas de sua cidade. Na maior parte das lojas, a TV cobiçada está anunciada por R$ 4.800,00. No passado, Marcelo compraria a TV em doze parcelas “sem juros” de R$ 400,00, no cartão de crédito, por impulso e sem o cuidado de um planejamento financeiro necessário antes de qualquer compra. Hoje,com sua consciência financeira evoluída, traçou um plano de investimento: durante 12 meses, aplicará R$ 350,00 mensais na caderneta de poupança. Como a aplicação renderá juros de R$ 120,00 acumulados nesses doze meses, ao fim de um ano,Marcelo terá juntado R$ 4.320,00. Passado o período de 12 meses e fazendo uma nova pesquisa em diversas lojas, ele encontra o aparelho que deseja, última peça(mas na caixa e com nota fiscal), com desconto de 10% para pagamento à vista em relação ao valor orçado inicialmente. Com o planejamento financeiro, Marcelo conseguiu multiplicar seu dinheiro. Com o valor exato desse dinheiro extra que Marcelo salvou no orçamento, ele conseguiu comprar também um novo aparelho de DVD/Blu-ray juntamente com a TV, para complementar seu “cinema em casa”.De acordo com a compra de Marcelo, têm-se as seguintes informações:I – O aparelho de DVD/Blu-ray custou R$ 600,00.II – A taxa média da poupança nestes 12 meses em que Marcelo aplicou seu dinheiro foi de 0,5107% ao mês.

1
Este problema está completaente sem resposta.

Respostas

2013-11-04T15:52:49-02:00
Utilizando calculadora HP 12 C I – O valor pago por Marcelo e Ana para a realização do casamento foi de R$19.968,17. (Errada) Resolução: - Roupa: 12x R$256,25 = 3.075,00 (sem juros no cartão de crédito) - Buffet: 10.586,00 (25% a vista ou R$2.646,50.Restante 75% ou R$7.939,50 depois de 30 dias) -Empréstimo: R$ 10.000,00 -Cheque especial: R$ 7.066,37 -Total : R$22.787,87 II – A taxa efetiva de remuneração do empréstimo concedido pelo amigo de Marcelo e Ana foi de 2,3342% ao mês. (Certa) Resolução: FV = PV. (1 + i)n 10.000 = 7.939,50. (1 + i)10 (1+i)10= 10.000/7939,50 (1+i)10 = 1,25952516 1i10  = 1,25952516 1i = √1,25952516 I = 0,0234173 - 1 I=2,334173  Obs: arredondando obtém-se I=2,3342 Ou FV = PV. (1 + i)n 10.000 = PV . (1 + 2,3342)10 10.000 = PV . (1 + 0,023342)10 10.000 = PV .(1,023342)10 10.000 = PV.1,25952516 PV=10.000/1,25952516 PV= 7939,4999 ( Valor emprestado por Ana e Marcelo)   III – O juro do cheque especial cobrado pelo banco dentro de 10 dias, referente ao valor emprestado de R$6.893,17, foi de R$ 358,91. (Errada). - Outros gastos R$ 6.893,17, no cheque especial 7,81% de taxa ao mês. FV = PV. (1 + i)n PV = 6.893,17 FV = 6.893,17.(1 + 7,81 )0,33 FV = 6.893,17 .( 1,0781 ) 0,33 FV = 6.893,17 . 1,02512 FV = 7.066,37   J= 7.066,37 - 6.893,17 Juros = R$ 173,20   CASO B Empréstimo cheque especial FV = PV. (1 + i)n PV = 6.893,17 FV = 6.893,17.(1 + 7,81 )0,33 FV = 6.893,17 .( 1,0781 ) 0,33 FV = 6.893,17 . 1,02512 FV = 7.066,37   J= 7.066,37 - 6.893,17 Juros = R$ 173,20 Empréstimo com amigo J = C.I.T J = 6.893,17 . 0,0781 . 0,33 J = 177,65
2 4 2