Respostas

2013-11-07T22:43:29-02:00
Com uma população oficialmente avaliada em 1,3 bilhão e uma taxa de crescimento de cerca de 0,6%, a China está muito preocupada com seu crescimento populacional e tem tentado implementar uma política rigorosa de limitação dos nascimentos. A Lei do Filho Único foi adotada em 1979 e, em 2002, foi criada a Lei de Planejamento Familiar, que passou a permitir uma criança por família, com subsídio para uma segunda criança, em certas circunstâncias, especialmente nas zonas rurais, com uma orientação mais flexível para as minorias étnicas com pequenas populações. Sua execução varia e depende em grande parte "das taxas de compensação social" para evitar nascimentos extras. Assim, o Estado chinês iniciou uma contensão da utilização de recursos naturais como água e solos, além de reduzir o consumo de energia.O maior grupo étnico é o chinês han, que constitui cerca 91,5% da população total.  Em todos os segmentos da sociedade chinesa, instituições públicas, comércio e empresariado, são os hans que exercem a dominância. Criteriosamente, eles foram espalhados no país pela ditadura chinesa, controlando as decisões e a economia em geral. O restante são: zhuang (16 milhões), manchu (10 milhões), hui (9 milhões), miao (8 milhões), uigur (7 milhões), yi (7 milhões), mongol (5 milhões), tibetano (5 milhões), buyi (3 milhões), coreano (2 milhões) e outras minorias étnicas.

A maioria dos chineses é ateísta. O Taoísmo tradicional, o Confucionismo e o Budismo são as religiões mais praticadas na China. O Confucionismo é denominado também de sistema filosófico e muitos chineses que se consideram ateus acabam seguindo alguns dos seus preceitos filosóficos.  O budismo possui cerca de 100 milhões de adeptos. Os números oficiais indicam que há ainda 20 milhões de muçulmanos, 15 milhões de protestantes e 5 milhões de católicos. Embora a constituição chinesa reafirmar tolerância religiosa, o governo chinês impõe restrições sobre as práticas religiosas fora das organizações oficialmente reconhecidas. 
Mesmo com as restrições impostas pelo governo chinês no intuito de evitar um êxodo rural desenfreado, em janeiro de 2012, foram anunciados dados que revelaram que, pela primeira vez em sua história, a população urbana da China superou a população rural: 51,27% dos chineses vivem nas cidades, algo em torno de 700 milhões de pessoas. Ainda de acordo com as autoridades chinesas, existe uma estimativa que 300 milhões de pessoas irão migrar das zonas rurais para as áreas urbanas nas próximas duas décadas. 
1 5 1
muito obrigadooo vc me ajudou muitoo!
A Abertura Econômica da China (República Popular da China) se deu a partir 1976 quando Mao Tse-Tung morre e Deng Xiaoping conquista o poder político. As mudanças praticadas por este governo, que vão até o final dos anos de 1990, tiveram um caráter mais econômico do que político, rumo à conquista da mística chinesa de se considerarem culturalmente como o "Império do Meio" ou "o país que está no centro do planeta Terra" o que corresponderia a um suposta posição de a "única superpotência econômica,
política, tecnológica, social e cultural do mundo".
O resto da resposta é este pedaço de baixo. Ok?
ok muito obrigadoo !!