escreve o soneto aí para eu analisar
se sou pobre pastor, se nao governo reinos nacoes provincias mundo e gentes se em frio calma e chuva inclementes passo o verao outono estio inverno nem por isso trocara o abrigo terno desta choça em que vivo coas enchentes passa grande fortuna assaz presentes tenho a paixal desse tormento eterno adorar as traiçoes amar o engano ouvir dos lastimosos o gemido passar aflito o dia o mes eo ano seja embora prazer que a meu ouvido soa melhor a voz do desengano que da torpe lisonja o infame ruido

Respostas

2013-11-12T21:38:04-02:00
Esse é um poema que pertence ao movimento denominado Arcadismo, e por isso fala sobre a busca do homem por uma vida mais simples, fugindo dos conflitos dos centros urbanos, e se refugiando na ilusão, ou na ideologia de uma vista campestre, perto da natureza, calma , tranquila, equilibrada.