Respostas

2013-04-09T22:50:18-03:00

A Grécia Antiga pode ser dividida em 4 periodos, sendo eles, em ordem: Homérico, Arcaico, Clássico e Helenistico.

 

 

Periodo Homérico:

Foi início da civilização grega.

A sociedade era formado pelos "Genos"

O líder era conhecido como Pater, e os membros eram chamados Gens.

Não havia propriedade particular, os meios de produção eram todos coletivos.

 

Periodo Arcaico:

Nesse periodo, temos a formação de cidades-estado.

Antes de mais nada, precisamos entender o que são cidades-estado: no Brasil, por exemplo, temos diversas cidades que seguem as leis do país inteiro. Entretanto, se cada cidade criasse sua própria lei, seriam consideradas cidades-estado. Portanto, cidades-estado é o nome dado para cidades que possuem autonomia política, não dependendo do conjunto todo. Por exemplo, em Belo Horizonte poderia ser permitido pena de morte, enquanto em São Paulo poderia ser proíbido. 

 

Esse periodo foi marcado por diversos conflitos sociais por conta de tanta diversidade. A aristocracia rural estava em constante conflito com a população e aristocracia comercial. As consequências dessas disputas foram a colonização grega do mediterrâneo, que ficou conhecido como Magma Grécia (Sul da Itália), além do crescimento demografico e do comércio. Com esses conflitos, foi necessário o surgimento dos legisladores para criarem leis que amenizassem essas disputas, principalmente na cidade de Atenas. Entre os legisladores, podemos citar dois: Drácon e Sólon.
Drácon foi conhecido por ter criado leis severas, leis que são chamadas de Leis Draconianas. Eram tão severas que, se alguém roubasse qualquer coisa, seria condenado a morte.  Dracon também colocou fim nas Vendetas, que era matar alguém por vingança. Até nos dias de hoje, quando alguma regra é muito severa, dizemos que é uma regra ou lei draconiana. 
Outro legislador foi Sólon, que instituiou o fim da escravidão e dividiu a sociedade por classes sociais.

Periodo Clássico

Nesse periodo, tivemos o auge das cidades-estado, com destaque para duas: Atenas e Esparta.

 

Esparta: Ficava localizada na região do Peloponeso
A estrutura política de esparta era uma diarquia, ou seja, dois reis. Um cuidava do exército, outro da religião.

Tratava-se de uma OLIGARQUIA, pois o poder ficava concentrado na mão de poucos.
A sociedade era composta pelos esparciatas, que eram os privilegiados de esparta, os periecos, que eram homens livres e cuidavam do comércio e do artesanato, e os hilotas, que eram servos do Estado.

Atenas: Ficava localizada no Sul da Grécia
A sociedade era compsta pelos Eupátridas, que era os cidadãos atenienses, "bem nascidos", os metecos, que eram estrageiros, homens livres, e os escravos, que eram inimigos de guerra ou de nascimento ou até mesmo por dívida.
O regime político era uma democracia. Atenas ficou conhecida pela isonomia, ou seja, a lei funcionava igualmente para todos, não importando a classe social. As eleições dessa democracia, no entanto, era restrita, pois só os homens maiores de idade e nascidos de pai e mãe atenienses podiam votar, excluindo as mulheres, menores, metecos e escravos.

Os atenienses valorizavam muito a oratória, a política e a ociosidade. Ociosidade, no caso, quer dizer "não fazer nada". Sim, eles valorizavam a "vagabundagem", pois, não tendo nada para fazer, teriam mais tempo para se dedicarem à política da cidade.
Atenas adorava tanto a democracia que instituiram a lei do Ostracismo, que expulsava por 10 anos da cidade qualquer um que houvesse suspeita de que estivesse planejando dar um golpe e tomar o poder.