O Jornal da Band de quinta-feira (17/10) exibiu uma tendenciosa matéria que, ao invés de ressaltar as reivindicações dos profissionais do magistério e o descaso dos governantes com a educação, limitou-se a destacar que a greve dos professores compromete o ano letivo dos estudantes. “Sem aulas, a rotina de milhares de alunos é voltar para casa mais cedo”, asseverou o âncora Ricardo Boechat.

No início da matéria, com o intuito de manipular os telespectadores e direcioná-los a uma posição contrária à paralisação dos docentes, a repórter perguntou a Lucas Maciel, aluno da 3º ano do ensino fundamental, qual recado ele daria aos professores que “não estão dando aula”. Ciente da importância de frequentar a escola, Lucas, aos prantos, ingenuamente pediu para que os professores voltassem ao trabalho. Evidentemente que as reclamações dos alunos são extremamente legítimas e pertinentes. Porém, o adversário a ser combatido não é o professor, mas o Poder Público que, em última instância, é o responsável pelo sucateamento da educação no Brasil. Ao contrário do apregoado pelo Jornal da Band, a realidade nos mostra que não são os professores que “não querem dar aula”. A maioria dos docentes trabalha por vocação, e não por status social ou econômico.

Entretanto, é demasiadamente complicado ter que conviver com um cotidiano marcado por péssimas condições de trabalho, com salas de aula superlotadas e salários irrisórios. Sendo assim, paralisar as atividades é, inexoravelmente, o último recurso encontrado pelos profissionais do magistério para tentar reverter a situação caótica que assola a educação brasileira. Por outro lado, em momento algum a matéria do Jornal da Band concedeu aos professores a oportunidade de defender suas posições ou apresentar os motivos que os levaram a iniciar o movimento grevista.

A partir da análise do texto acima, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas.

I. O texto faz uma crítica a uma conduta parcial do Jornal da Band contra as reivindicações dos professores em greve.

PORQUE

II. Concedeu aos professores a oportunidade de defender suas posições, apresentando os motivos que os levaram a iniciar o movimento grevista.

Nesse caso, a alternativa correta é:

As asserções I e II são proposições falsas.

A asserção I é uma proposição verdadeira e a II é uma proposição falsa.

As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II é uma justificativa da I.

As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.

A asserção I é uma proposição falsa e a II é uma proposição verdadeira.

1
A asserção I é uma proposição verdadeira e a II é uma proposição falsa.

Respostas

2013-11-20T18:17:10-02:00
A  resposta  está corretissima   A asserção I é uma proposição  verdadeira e a II é uma proposição falsa.
1 1 1