Respostas

2013-11-20T03:42:34-02:00

* Com base em meus estudos , a igreja ou o clero , sempre foi o ponto mais alto da divisão social daquela época , a ela era atribuída o direito de julga condenados , principalmente os que se apunhavam contra suas rígidas leis ,  a igreja era profana e capitalista , seu principal objetivo era enriquecer- se cobrando altos impostos aos seus fieis , chegando a um ponto critico de vender as supostas "entradas para o céu".

"O clero esnobava sua riqueza" , uma grande prova disso são as igrejas , se observarmos todas elas foram  feitas pelos melhores escultores de sua geração e decorada pelos mais recomentados pintores , hoje há pinturas , quadros ou esculturas em determinadas igrejas que são atribuídas como grandes obras de artes com valores exuberantes , tudo isso se deve a falta de visão , e prepara mento dos sacerdotes que exercia seu papel com má fé .

Chegou uma época em que que os impostos aplicados aos fieis eram desumano , a igreja começou a ser carrasca e cada vez mais capitalista , a quem era mais cobrado era  para os camponeses, que fazem parte do departamento menos favorecido dessa sociedade ,eram os  que mais doavam , chegavam a doar toda a sua colheita para ao igreja , ou seja bispos e padres.

A venda de indulgencias , foi um comercio um tanto excêntrico , que indignou uma sociedade inteira , a igreja já tinha chegado ao seu índice máximo da loucura , quando resolveram vender , a suposta entrada para o céu , era cobrado um grande valor , e algumas pessoas economizavam seus míseros "salários" , durante toda uma vida para enfim se tornarem "salvos" .