Respostas

A melhor resposta!
2013-11-23T15:34:30-02:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Os peixes ósseos ou osteíctes, apresentam a bexiga natatória, que é onde o oxigênio filtrado pelas brânquias fica acumulado, o que permite que o peixe boie. Os osteíctes apresentam opérculos, que ajudam na respiração deles também. Podemos citar, como representantes, o lambari, tucunaré, etc.
Os peixes cartilaginosos ou condrictes, não apresentam bexiga, porém, apresentam pares de fendas branquiais, que são responsáveis na parte da respiração deles. Podemos citar o tubarão, quimera, cação.
13 4 13
2013-11-23T15:46:52-02:00
Os ósseos ou Osteichthyes têm uma membrana, o opérculo , que recobre suas fendas branquiais. A ausência dessa estrutura nos cartilaginosos (Chondrichthyes) faz com que suas fendas branquiais, que podem variar de cinco até sete, se tornem evidentes. Outra diferença anatômica aparece na região das nadadeiras pélvicas. Nos machos cartilaginosos há uma estrutura chamada clásper que auxilia na fecundação interna. Os ósseos não têm essa estrutura, pois a fecundação é externa. Outra diferença é notada na região da cabeça dos peixes cartilaginosos, especialmente no focinho. Ali, são encontrados orifícios chamados de ampolas de Lorenzini, os principais responsáveis pela percepção da alteração da temperatura da água, pressão e especialmente de descargas e létricas. Na anatomia interna também há diferenças. Os peixes ósseos, salvo algumas exceções, como o linguado, por exemplo, têm uma estrutura conhecida como vesícula 
gasosa ou bexiga natatória, uma bolsa cheia de ar, cuja função é ajudar o peixe a flutuar.
4 2 4