Devido à existência de alguns canais na membrana
plasmática da célula do miocárdio, há um fluxo de certos
íons específicos por eles. Tal fenômeno propicia o
surgimento de uma diferença de potencial elétrico (ddp)
entre o interior e o exterior do músculo do coração. Tal ddp
pode ser medida a partir de um exame chamado
eletrocardiograma, que pode indicar até 90 mV. Tal
diferença de potencial poderia realizar um trabalho, em
módulo, de quantos joules sobre um elétron no vácuo?
(Dado: carga do elétron = –1,6 . 10−19 C.)
A) 1,44.10−17
B) 1,44.10−19
C) 1,44.10−20
D) 56,25.10−19
E) 56,25.1016

1

Respostas

2013-11-28T12:28:26-02:00
Q = n . e
Q = 1 . –1,6 . 10−19 C
Q = |
–1,6 . 10−19 C | = 1,6 . 10^-19 C

90 mV = 90 / 1000 = 0,09 V

Trabalho = Q . V

t = 1,6 . 10^-19 C . 0,09 V
T = 1,44 . 20^-²° Joule  Letra C)