Respostas

2013-12-13T21:15:39-02:00
O homem é bom ou mal em virtude do meio em que está inserido ou a bondade e a maldade é inata a eles; Os sofistas aplicam a  primeira regra e os Platonistas aplicam a segunda variável; o bem na sociedade ocidental é colocado segundo a lei judaica (Torah) e a moral  cristã (morales cristianus). todo os valores cristãos do século XX se distanciam se em parte do cristianismo neo Platonico instaurado por Santo Agostinho; que trouxe o platonismo para dentro do cristianismo. O bem e o mal é visto também sob a origem da vida que para os cristão é pre-destinada em algumas linhas (calvinistas e armenianos) e livre arbitrária para outros (católicos, protestantes neo -testamentários) e ainda evolutiva (espíritas, kardecistas). O livre arbítrio não fecha como questão de análise pois se você tem livre arbítrio D'us não se torna onipresente e em contraponto se não tem o mesmo você não tem culpa então o pecado não existe e toda teologia e hermenêutica crista cai por terra. Filosoficamente a questão se torna mais ampla pois seria necessário abordar a questão segunda a lógica Grega de existência da vida onde o livre arbitrio  não e importante e sim a busca (Epopéia); a tragédia grega por assim dizer e o seu desenrolar como vida.
5 3 5