Respostas

2013-12-20T15:56:58-02:00
Ocorreu através dos mares pelos espanhóis e portugueses que estavam originalmente indo para as índias , eles estravam atras de riquezas e matérias primas. 
2 2 2
2013-12-20T17:23:10-02:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Estimada Nádia,

As principais razões da vitória dos europeus sobre os povos pré-colombianos foram:

a) As doenças epidêmicas (que em pouco tempo atingem quase toda a população devido à capacidade de contagiar e espalhar-se rapidamente) não existiam aqui. Os europeus trouxeram a gripe, a varíola, o sarampo, a caxumba, tuberculose, peste negra, tifo, dentre outras. Através dos barcos vindos da África, também chegaram aqui a malária, a dengue, e a febre amarela. Estima-se, segundo as ideias de Jared Diamond, que mais de 
90% da população indígena tenha morrido após os primeiros contatos com os europeus em razão de contágio dessas doenças. Posteriormente, essa situação resultava na morte de milhares de índios em poucas semanas, o que causava a desestruturação de muitas  sociedades indígenas, como ocorreu entre os incas na época da conquista espanhola.

b) Devido às gigantescas quantidades de vítimas das epidemias enquanto os europeus não eram tão afetados pelas mesmas doenças (em razão de, na Europa, após dezenas ou centenas de gerações, a maior parte das pessoas eram descendentes daqueles que apresentavam algum tipo de resistência a essas doenças) houve uma dominação cultural, pois os indígenas passaram a acreditar que isso se devia ao deus dos europeus ser mais forte que os deles, de modo que houve conversão em massa em busca de salvação contra as epidemias e, em parte, por isso, até hoje, a maioria da população que habita a América é cristã.


c) Os europeus apresentavam estratégias militares, conhecimentos históricos, artimanhas e as tecnologias mais avançadas e as utilizaram contra os povos que viviam no continente americano. Um exemplo de artimanha utilizada, por exemplo, era dizer aos índios que, se eles não dissessem onde encontrar ouro, os portugueses colocariam fogo nos rios. Para provar esses poderes, colocavam fogo em algo que parecia água e que os índios não conheciam: o álcool. Os espanhóis que lutaram contra os incas, no Peru, já sabiam das estratégias que deram certo contra os astecas, no México. Além de que os europeus já possuíam livros e conhecimentos adquiridos após séculos de guerras e aprendizado de técnicas com povos asiáticos, árabes, africanos, como o uso da pólvora e do canhão. Outra grande estratégia foi a técnica clássica e antiga do "dividir para conquistar", de modo que os europeus estimulavam as brigas e desafetos entre as tribos indígenas para enfraquecer os nativo-americanos.

 d) Os povos indígenas não possuíam animais e plantas tão úteis e eficientes quantos os que os europeus tinham. Afinal, não havia burros, cavalos, porcos, galinhas, cabras, ovelhas, trigo, dentre outros seres domesticados de grande utilidade ao homem, dada a inexistência deles aqui na América. Os poucos seres "domesticados" a duras custas foram, basicamente, o porquinho-da-índia ou preá, o peru, o milho, a batata, e a abóbora.

e) 
Aliaram-se a algumas tribos, conseguindo acesso aos segredos e gente suficiente para vencer as demais tribos. Aqui no Brasil, por exemplo, utilizamos o termo "tupiniquim" para nos referirmos a nós mesmos, haja vista que a tribo dos tupiniquins foi uma que se aliou aos portugueses. Essas tribos parceiras os auxiliaram, especialmente através dos descendentes entre ambos, os mamelucos, a conhecerem os segredos e as  técnicas de sobrevivência no Novo Mundo. 

Desse modo, essas foram algumas das principais razões pelas quais os povos nativo americanos foram derrotados, assassinados, escravizados, e invadidos pelos europeus. Vale lembrar que, mesmo assim, não foi uma vitória fácil.

Nesse sentido, houve duas formas de colonização no continente americano. Nos Estados Unidos, por exemplo, ocorreram as duas. as colônias americanas do Centro-Norte ocorreu a colonização ou invasão de povoamento, que é quando os colonizadores invadem ou ocupam a área com o objetivo de viver nela,  impor sua cultura e religião aos habitantes originários, quando não era possível simplesmente exterminá-los. Eles partiam com suas famílias, geralmente, sem a perspectiva de retorno, na busca de melhores condições de vida. 

Desse modo, a produção agropecuária era voltada para o próprio consumo ou para o mercado interno da povoação. Havia, assim, a prevalência do trabalho assalariado

Enquanto isso, nas colônias do sul dos Estados Unidos e no resto do continente, houve a colonização ou invasão de exploração, que se trata de uma ocupação almejando obter lucro rápido e, possivelmente, um retorno do invasor ao local de origem. Desse modo,há predomínio de uma produção de monocultura em grandes faixas de terra orientada ao exterior, visando o enriquecimento rápido. Além disso, há a busca por minérios e outros recursos de extração rápida, tais como ouro e outros materiais preciosos. Os imigrantes, em sua maioria, eram homens, que viajam sem suas famílias, o que estimula a miscigenação. Haja vista o objetivo de enriquecimento rápido, a base do trabalho era a utilização de mão-de-obra escrava, com a importação de africanos para trabalhar, principalmente, no campo.
2 5 2