Respostas

  • Usuário do Brainly
2012-12-18T20:59:53-02:00

Emiliano Di Cavalcanti nasceu em 1897, no Rio de Janeiro, na casa de José do Patrocínio, que era casado com uma tia do futuro pintor. Quando seu pai morre em 1914, Di obriga-se a trabalhar e faz ilustrações para a REVISTA FON FON. Antes que os trepidantes anos 20 se inaugurem vamos encontrá-lo estudando na Faculdade de Direito. Em 1917 transferindo-se para São Paulo ingressa na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Segue fazendo ilustrações e começa a pintar. O jovem Di Cavalcanti freqüenta o atelier do impressionista George Elpons e torna-se amigo de Mário e Oswald de Andrade. Em 1921 casa-se com Maria, filha de um primo-irmão de seu pai. Entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 idealiza e organiza a Semana de Arte Moderna no Teatro Municipal de São Paulo, cria para essa ocasião as peças promocionais do evento: catálogo e programa. Faz sua primeira viagem à Europa em 1923, permanecendo em Paris até 1925. Freqüenta a Academia Ranson. Expõe em diversas cidades: Londres, Berlim, Bruxelas, Amsterdan e Paris. Conhece Picasso, Léger, Matisse, Eric Satie, Jean Cocteau e outros intelectuais franceses. Retorna ao Brasil em 1926 e ingressa no Partido Comunista. Segue fazendo ilustrações. Faz nova viagem a Paris e cria os painéis de decoração do Teatro João Caetano no Rio de Janeiro.

 

 

 

 

SE PUDER SELECIONAR COMO A MELHOR RESOLUÇÃO.. ESPERTO TER AJUDADO BJS

10 4 10
2012-12-19T02:08:01-02:00

Di Cavalcanti (1857-1976) foi um artista, ilustrador e pintor brasileiro, um dos idealizadores da semana de Arte Moderna de 1922. Foi um dos primeiros artistas a pintar elementos da realidade brasileira, como favelas, festas populares, operários.

Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo era o seu nome de batismo. Nasceu no Rio de Janeiro e já com 17 anos, fazia ilustrações na revista Fon Fon. Em 1917, chegou a fazer o curso de Direito na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Casou-se com Maria, sua prima, em 1921.

Foi amigo de Oswald de Andrade e Mário de Andrade, mentores da Semana de Arte Moderna de São Paulo. O pintor adquiriu experiência expondo seus trabalhos em galerias de Bruxelas, Amsterdã, Paris, Londres. Na Europa, conheceu artistas como Picasso, Satie, Léger e Matisse.

Em 1932, fundou o Clube dos Artistas Modernos, com Flávio de Carvalho, Antonio Gomide e Carlos Prado.

Di Cavalcanti era simpatizante das idéias comunistas, por isso, foi perseguido pelo governo de Getúlio Vargas e acabou sendo preso, mas libertado no começo da segunda guerra, voltando para Paris.

Di Cavalcanti ilustrou livros de poetas e escritores famosos como Vinícius de Moraes e Jorge Amado. Em 1951, participou da Bienal de São Paulo e doou seus desenhos ao MAM- Museu de Arte Moderna da mesma cidade- Museu de Arte. Em 1954, O MAM do Rio de Janeiro fez uma retrospectiva de sua obra.

Em 1956, recebeu o prêmio da mostra Internacional de Arte Sacra de Trieste, na Itália. Em 1961, com a construção de Brasília, elaborou a tapeçaria para o palácio da Alvorada e pintou a Via-Sacra da catedral da cidade. Outros trabalhos seus conhecidos: Samba (1925), Mulata Sentada(1936) e Cenas da Bahia(1960).

Morreu no ano de 1976, no Rio de Janeiro.

 

 

 

Escolhe como a melhor resposta pfpf, e agradeça =) valeu

16 4 16