Que livros vocês indicam para a leitura nas férias de Janeiro?

Calma aí. parâmetros para a resposta: título, autor e resumo do enredo, uma sinopse como aquelas que vemos nos sites de livraria, e óbvio que cópias da internet não serão aceitas. Termine seu resumo com um argumento de persuasão: você tem que ler porque...

Mesmo após as duas respostas, usem os espaços de comentários!

2
Comentário foi eliminado
Aline, eu super recomendo "O Mulato", de Aluízio Azevedo. É o meu livro preferido da literatura brasileira!! Ele deu início ao naturalismo por aqui, o que ao meu ver já o torna-o muito interessante. E é a história de um amor proibido devido as circunstâncias, mais sem ser meloso. :)
Comentário foi eliminado

Respostas

2013-12-27T10:11:00-02:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Título: "O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota."
Autor: Olavo de Carvalho

Aline, o livro trata de diversos assuntos, como: Democracia, Militância, Ciência, Revolução e Estudo. São alguns dos pontos.
Trata-se de uma síntese de artigos que Olavo de Carvalho postou em algumas revistas, tais como a "República", por exemplo.
Enfim, o título é autoexplicativo, é o livro que estou lendo, enfim, o título já me conquistou mais a leitura mais ainda.
Aline, você tem que ler porque você gosta da análise de diversos temas, e esse livro discorre sobre diversos assuntos, enfim, o mínimo que você precisa saber para não ser um idiota, o livro fala por si só, para mim, uma leitura obrigatória e que se destaca no meio de tantos lançamentos "pobres" de conhecimento que surgem por aí.
Deixo em anexo uma imagem do livro. Boa leitura! 
2013-12-27T20:35:04-02:00
Título: Senhora
Autor: José de Alencar
Sinopse: Senhora é um romance urbano, que se passa na cidade do Rio de Janeiro, no final do século XIX, foi um dos últimos romances do escritor e advogado José de Alencar.

Aurélia Camargo, protagonista central da trama é filha de uma pobre costureira e órfã de  pai, após a morte de seu irmão vê-se desamparada, pois a mãe encontrava-se enferma e lhe rogava para que se casasse para que pudesse partir em paz. Aurélia conhece Fernando Seixas por quem apaixona-se e noiva-se, mas que troca seu amor pela ambição de um dote maior ofertado pela mão de Adelaide Amaral, ambicioso o jovem desfaz o compromisso com Aurélia e assume com Adelaide. Passado algum tempo a mãe de Aurélia falece e a moça recebe uma herança de seu avô paterno que até cortara os laços com sua família e ascende socialmente. Assim, sendo passa a ser figura de destaque nos círculos sociais cariocas da sociedade da época. Dividida entre o amor e o orgulho ferido, a jovem decide contratar seu tutor e tio, Lemos para negociar seu casamento com Fernando Seixas, por um dote de cem mil contos de réis, sem que o mesmo saiba a identidade da moça até às vésperas do casamento. Ao descobrir-lhe a identidade Fernando fica feliz, pois nunca deixara de amá-la. Aurélia, porém deixa claro, comprou-lhe para assumir um papel diante a sociedade que lhe cabia.

Segue em anexo trecho do livro em que Aurélia exibe seu título de compra e o insulta, e Fernando ferido resigna-se ao seu papel de ''vendido'':


1 5 1
É um livro incrível, com final surpreendente vale a pena lê-lo, é um dos meus clássicos favoritos. E além da história, concebemos um conhecimento sobre a sociedade da época sob, a perspectiva de quem viveu e que não é nada mais e nada menos que José de Alencar.