“Quem furta pouco é ladrão


Quem furta muito é barão


Quem mais furta e esconde
“Passa de barão a visconde

Esses versos populares, do tempo em que a Corte

Portuguesa instalou-se no Rio de Janeiro, eram uma

alusão à corrupção das elites econômicas da época.


a.De que forma os brasileiros têm reagido à corrupção

em nossa história
b.O que pensam as pessoas com quem você convive?

Como a corrupção
prejudica o país?






1

Respostas

A melhor resposta!
2013-12-28T22:35:48-02:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Vamos às respostas!

a.De que forma os brasileiros têm reagido à corrupção?
É importante analisarmos o contextos histórico da realidade brasileira. Durante boa parte de nossa história, houve uma crescente exclusão da maior parte da sociedade, que era, em geral, composta principalmente por índios e escravos. Nesse sentido, os poderosos detinham um poder quase ditatorial sobre as pessoas de modo geral. Inclusive, lutar contra a corrupção poderia resultar na morte, prisão, dentre outras possibilidades nada positivas. Além disso, a economia e as escolhas de quem era escolhido enquanto funcionário público era decisão de políticos e outras pessoas poderosas. Portanto, havia graves punições para aqueles que se posicionavam contra a corrupção e as decisões dos poderosos. A falta de participação política decorria de artifícios como a inelegibilidade e a não participação política dos analfabetos (por mais de 100 anos os analfabetos não podiam votar). Em um país em que o acesso à educação era a exceção, isso permitiu que os políticos utilizassem o poder apenas em prol de seus interesses, fazendo leis que contrariavam muitas vezes os interesses da população em geral (por exemplo: no RN havia uma lei que determinava a existência de apenas uma salina, da família do governador). Além disso, não havia concurso público ou estes eram raros, de modo que, se você fosse um puxa-saco eficiente e soubesse bajular alguns poderosos, poderia obter um bom cargo público em troca. Lembro de uma família aqui em que quase todos viraram juízes, pois bastava concluírem o curso de direito que o governador nomeava seus parentes e amigos.

Mesmo assim, a maior parte da população brasileira ainda não apresenta os mecanismos de controle social necessários para diminuir e combater a corrupção, embora por meio das passeatas, abaixo-assinados, e outras ferramentas, a situação esteja mudando (para melhor) em nosso país. Desse modo, é um fenômeno mais recente a busca por prevenir e combater a corrupção, embora esteja se consolidando no Brasil a importância e os mecanismos para isso.

 b.O que pensam as pessoas com quem você convive? Eles refletem que a corrupção não é um fenômeno recente, mas parte de um problema sistemático, que requer um enfrentamento por meio de melhorias na legislação, na jurisprudência, bem como no inconformismo de cada brasileiro para combater e denunciar tais práticas corruptas, em todos os âmbitos.

c) Como a corrupção prejudica o país? Prejudica o Brasil ao possibilitar o enriquecimento ilícito, ilegal, através dos desvios de recursos públicos, que se destinavam a alimentação escolar, bolsa família, aposentadorias, dentre outras. Além disso, diminui a transparência, a eficiência, e promove um aumento do custo de vida das pessoas. Por exemplo, uma empresa que faz um acordo para pagar propina para ser escolhida para construir os estádios da copa acaba fazendo menos e com menos qualidade os trabalhos necessários, colocando em risco a vida das pessoas, além de gastar os recursos que poderiam ser melhor utilizados na saúde pública, segurança, educação, e assistência social.

Assim, é em razão da corrupção que não temos saúde pública, assistência social, segurança e nem educação pública de qualidade, mesmo com impostos tão altos, pois boa parte dos recursos arrecadados são desviados para contas particulares dos corruptos, que atuam nas mais diversas áreas da nossa economia e sociedade.
2 5 2
Comentário foi eliminado
Comentário foi eliminado