Respostas

2014-01-08T20:24:16-02:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Prezada,

Vale ressaltar que uma boa parte da América do Norte foi colonizada por diversos povos, tais como espanhóis, franceses, holandeses, escravos africanos, dentre outros.

Entretanto, devido à grande população, à perseguição política dos puritanos e outras seitas protestantes (que defendiam uma menor intervenção estatal na economia e na vida das pessoas) por parte dos anglicanos (que defendiam uma perspectiva voltada para o absolutismo), bem como às oportunidades que uma nova terra possibilitavam, estimulou muitos a irem às terras da América do Norte sem a intenção de retornar.

Além disso, agentes privados financiaram e gerenciaram as invasões (ou colonizações) do território americano, especialmente em razão dos conflitos internos na Inglaterra e externas com a Espanha. Foram duas empresas que receberam a permissão real para isso:
 A Companhia de Londres, e  a Companhia de Plymonth.

A maioria das pessoas que estavam dispostas a viajar para o Novo mundo eram ex-presidiários, nobres falidos, e pobres em geral, que ouviam as notícias de uma terra em que haveria liberdade religiosa e oportunidade de desenvolvimento sem a subserviência ao rei e à corte. Dada a incapacidade dessa pessoas em pagarem a passagem, as companhias aceitavam que a pessoa, após chegar passasse por um período de serviços gratuitos (indenturent servant), em geral de cinco ou dez anos, àqueles que financiassem a travessia.

Nesse sentido, muitos criminosos, ciganos, e desocupados foram banidos para a América, lugar no qual seriam tratados em condições semelhantes aos escravos.

A terra era propriedade privada da pessoa, ao mesmo tempo em que havia certa liberdade, pois além de seguir as leis inglesas, as colônias (cada uma era um lugar diferente, diferente do Brasil que era um território inteiro, tratado como uma única colônia) poderiam aprovar suas próprias leis.

Assim, dada a intensa intolerância religiosa na Inglaterra, estimulando com que vários grupos, tais como os quakers, percebessem a imigração para a América como uma possibilidade de criar um local com liberdade para seus cultos.
2 5 2