Respostas

2014-02-05T20:49:12-02:00
Você poderia ser um pouco mais objetiva? . Mas tudo vou explicar cada detalhe .
 O imposto anual  pago por cada indivíduo  ao senhor feudal  ,é chamado de capitação.
Pagamento de uma taxa por usar instrumentos do senhor feudal, é chamado de banalidade .
  O servo deveria prestar trabalho gratuito ao senhor feudal  , é chamado de corvéia .
 Parte da produção deveria ser entrege ao nobre  é chamado de talha.
Taxa paga pelo servo  ao assumir o feudo no lugar de seu pai que veio a falecer  é chamado de Heriot .
O censo: pagamento efetuado com parte da produção em dinheiro , ao qual estavão obrigados somente vilões e homens livres .
 A mão- morta: Taxa paga pelo familiares dos servos para continuar explorando a terra após a sua morte . Essas e outras formas de pagamento eram compulsórias ,por meio delas , transferia-se  para o senhor feudal a maior parte da produção.
 

1 5 1
2014-02-05T21:15:02-02:00

                                    Impostos e taxas do feudo

 No manso servil - que eram as terras pertencentes ao feudo, de uso dos camponeses, mas não de sua propriedade - parte do que era produzido ia para o senhor feudal. Essa taxa ficou conhecida como talha. Como os senhores feudais não deixavam escapar nenhuma oportunidade de cobrança de taxas ou impostos, os servos também pagavam a banalidade, um imposto pelo uso dos fornos e moinhos que o senhor controlava.
Havia também um pagamento relativo ao número de servos que moravam nos feudos, e era cobrado individualmente, "por cabeça" (ou em latim per capita): era a capitação. Por fim, o imposto da mão morta é uma demonstração cabal de até onde podia chegar a exploração dos senhores feudais sobre os servos, pois, além de herdar a servidão dos pais, quando estes morriam, os filhos ainda deveriam pagar mais essa taxa, para continuarem servindo ao mesmo senhor.
Mas não eram somente servos e senhores feudais que viviam em função dos feudos. Havia também homens livres e vilões (moradores de vilas, ou pequenas povoações). Estes eram pessoas pobres, que, para terem direito de plantar e colher em suas terras, trabalhavam também no manso senhorial, pagando ao senhor a corveia.

2 3 2