Respostas

2013-04-25T16:44:46-03:00

A variação linguística é uma característica inerente às línguas, que é estabelecida de acordo com o modo pelo qual a língua se diferencia, sistemática e coerentemente, levando-se em conta o contexto histórico, geográfico e sócio-cultural no qual os falantes dessa língua se manifestam verbalmente.

 

Estamos conscientes de que a variação linguística é uma situação real e abrangente, e que a simultaneidade da língua padronizada pela gramática normativa e a existência das diversas formas que o falante usa para a efetivação da comunicação, divergem no campo da praticidade oral e escrita.

 

 Dentro das variações linguísticas, percebe-se que a Língua Portuguesa utilizada no Brasil não é uniforme, pelo contrário é constituída de muitas variedades, pois embora no Brasil haja relativa unidade linguística e apenas uma língua nacional, notam-se diferenças de pronúncia, de emprego de palavras, de morfologia e de construções sintáticas, as quais não somente identificam os falantes de comunidades linguísticas em diferentes regiões, como ainda se multiplicam em uma mesma comunidade de fala.

 

 Dessa forma, percebe-se que as variações linguísticas fazem com que a língua seja adequada à comunidade que a utiliza, permitindo a expressão de seu mundo físico e simbólico, onde há sempre uma ordem de valor das variedades em uso que reflete a hierarquia dos grupos sociais, ou seja, variedades consideradas superiores e inferiores.

 

Diante de tudo que foi exposto e ao analisar as variações linguísticas como essenciais para nossa comunicação cotidiana devido a essas caracterizarem a língua, não tornando essa língua melhor ou pior, e sim simplesmente aproximando o indivíduo de uma melhor compreensão do mundo e sua relação no meio em que vive, fica evidente que essas variações permitem a expressão das necessidades humanas socialmente e a construção e desenvolvimento do mundo.

 

O rotulo variação lingüística ganhou destaque a partir desse momento, com as análises sobre as diversas línguas incorporando variáveis como: idade, sexo, ocupação, origem étnica e atitude.

 

Nessa nova orientação, as tradicionais questões do “certo” e do “errado” passaram a ser vistas em termos de adequação a situação comunicativa, e os comportamentos linguísticos foram assumidos como traços indenitários, como marcas individuais e, principalmente, sociais de estar na comunidade linguística.

 

 Principais fatores que levam a variação das línguas
Dentre os fatores que ocasionam as variações linguísticas, existem quatro tipos: histórica, geográfica, social e estilística.


O processo de variação ao longo do tempo é gradual.

Se o individuo isoladamente usa uma variante, logo indivíduos mais expressivos estarão usando.

 

 Há também a variação por pronúncia de uma determinada região, e por fim a variação social, que é determinante onde vive o indivíduo, grau de escolaridade, gênero e idade.

 A variação estilística é quando o indivíduo adapta-se á cada situação.