Respostas

2014-02-17T18:51:43-03:00
O criacionismo altera-se conforme a religião ou livro sagrado adotado por ela. Para a Mitologia Grega, o homem surgiu por meio de um trabalho de Epimeteu que criou um ser com imperfeições com base em um modelo feito com barro. Os criacionistas afirmam que a teoria evolucionista não possui argumentos plausíveis porque os fatos apresentados não podem ser comprovados com toda a certeza. A ciência rebate afirmando que nem tudo é absolutamente certo. Essa teoria sobre a origem da vidaé uma junção de diversas opiniões e vertentes.



1 5 1
A melhor resposta!
2014-02-17T19:48:58-03:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Cara Giovana, 

O criacionismo é a ideia de que Deus - ou deuses, a depender da religião- criou o mundo e o homem do jeito que é hoje, sem alterações, pronto e em tempos recentes (para os padrões evolutivos), com alguns milhares de anos.

Nesse sentido, há diversos tipos mitos de criação do homem, conforme a mitologia grega, a romana, a chinesa, dentre outras, desde que o homem foi feito a partir do barro, madeira, dentre outras possibilidades.

A teoria evolucionista, por outro lado, é a base de toda a biologia atual, com respaldo do ponto de vista genético, geológicos, paleontológico, dentre outros elementos, a existência do ser humano não enquanto separada dos demais animais, mas intimamente relacionada. Ou seja, ao longo de um período de tempo extraordinário, difícil de ser analisado pelos parâmetros temporais da mente humana, todos os seres vivos evoluíram a partir de formas muito simples  através dos processos de seleção natural e seleção sexual, transformando-se na enorme biodiversidade característica de nosso planeta.

Nesse sentido, a evolução é um fato, comprovado ṕor fósseis, estudos com gerações de ratos e bactérias, dentre outros seres vivos, dentre e fora de laboratórios. Podemos considerar, ainda, que a nossa própria reprodução nos mostra um pouco desse processo. Através da união do espermatozoide e do óvulo, há a formação de uma única célula, o zigoto. Com várias divisões dessa única célula, há a formação de tecidos e a especialização dos mesmos. Em diversos momentos do desenvolvimento do feto, o embrião é praticamente igual a várias espécies, apresentando guelras, dentre outras características que desaparecem no decorrer do processo. Portanto, em apenas nove meses em média, um ser unicelular (o zigoto) se converte em um humano completo (o bebê).

Se considerarmos que a vida apresenta, aproximadamente, mais de três bilhões de anos nesse planeta, é possível compreendermos como, através de seleção sexual, seleção natural, isolamento, dentre outras possibilidades, todas as espécies do mundo foram formadas.

Ainda assim, vale ressaltar que o homem e o macaco apresentam ancestrais comuns, assim como todas as espécies. Entretanto, populações diferentes da mesma espécie evoluíram de maneira paralela, de acordo com o contexto em que viviam, sendo um absurdo imaginar que os homens vão virar macacos ou os macacos se tornarão homens.

Bons estudos!

2 5 2