Respostas

2013-05-02T18:55:05-03:00

Partindo do pressuposto de que a reforma educacional realizada a partir dos anos de 1990 vem sendo pautada em
recomendações de organismos internacionais, expressas em uma abundante produção de documentos, encontros e
debates, de cunho oficial, o presente texto, traz, a partir da análise de dois documentos paradigmáticos, o
Relatório Educação: um tesouro a descobrir (1999) e o Memorando sobre Aprendizagem ao Longo da Vida (2000),
algumas aproximações sobre o significado da perspectiva educação ao longo da vida, prescrita para o século XXI,
em meio às recomendações que acentuam a centralidade da educação e sua suposta capacidade de garantir a
empregabilidade, a tolerância, a paz e amenizar a exclusão. A hipótese principal defendida é a de que a recorrência
a essa perspectiva de educação ou estratégia, corresponde a uma redefinição e institucionalização de um novo
paradigma de sistema educacional, que, confere ao ser humano, em última instância, uma eterna obsolescência.