Respostas

2013-05-05T01:10:24-03:00

Platão
moral: segundo Platão a moral é os princípios básicos do homem na sociedade
etica: Para Platão a ética está relacionada com a Filosofia política, sendo essa o terreno próprio para a vida moral. Assim ele busca um estado ideal utópico, uma pessoa que conheça a essência geral do bem sabe que só pode ser feliz se agir demonstrando a adoção de condutas tidas como adequadas.

 

Emanuel Kant
moral: Kant defendia a razão como base da moral.começando do princípio de identidade, o comportamento humano está relacionado com a identificação no outro, ou seja, a ação das pessoas influencia no comportamento do indivíduo, tornando-se dessa forma o comportamento uma lei universal.
ética: A ética segundo Immanuel Kant
"Como saber se a decisão que tomamos está de acordo com o imperativo categórico?
Kant fornece uma regra para saber se uma decisão nossa obedece ou não ao imperativo categórico: “indague a si mesmo se a razão que o faz agir de determinada maneira pode ser convertida em lei universal, válida para todos os homens. Se não puder, esta tua ação não é digna de um ser racional, não é eticamente boa, porque falta-te a autonomia, estás agindo premido por circunstâncias exteriores a ti. O bem ético é um bem a si mesmo.”

 

René descartes
moral:René tinha 3 leis para a moral provisória:
1) Sempre viver visando a conformidade do lugar que você vive e das pessoas com quem você convive. Ou seja, mesmo que tenha várias idéias geniais nas mais variadas sociedades, há de se dar mais atenção àquela sociedade com quem você passará maior parte da sua vida ou àquela que você esteja vivendo. Se você vai para a China, acostume-se aos costumes chineses e tente fazer parte da sociedade como um chinês. Caso viva na França, faça o mesmo, mas do modo francês. Tendo vivido nos dois lugares, ou mais, há de se unir o melhor de ambos e agir da melhor forma em todos os lugares, em outras palavras, é como pegar a tecnologia francesa e a arte milenar chinesa num único pensamento, sem haver exageros. Outro ponto, é o de moderar e equilibrar todo o conhecimento adquirido, sem dar valor aos extremos, porque o extremo não escolhido pode ser mais correto que o que fora escolhido, assim, há de se ter equilíbrio entre os dois para evitar excessos.
2) Agir racionalmente e seriamente, não se deixar levar por dúvidas e pensamentos fracos, mesmo que tenha de se analisar todos para tomar uma decisão concreta. Exemplo de estar perdido na floresta, é melhor focar numa direção qualquer do que ficar andando em círculos se deixando levar pelos delírios do pensamento.
3) É uma lei própria de Descartes, ele crê que o melhor é focar naquilo que gosta e que te faz bem. Mas, mesmo assim, deve-se focar naquilo que há de mais belo, o conhecimento, como forma de “agradecimento” pela luz dada por Deus para que cada um pudesse ter a capacidade de julgar o verdadeiro e o falso da própria maneira, sem se deixar levar pelas ideias e opiniões alheias.
Descartes valoriza os erros, pois eles servem para nos ensinar a vida. Por mais inútil que o erro possa parecer, há nele sempre uma forma de aprender, mesmo que seja que aquilo é errado.
ética: Segundo Descartes, a ética consiste sobre duas noções básicas: Noção de Virtude, como uma disposição da vontade para escolher de acordo com o juízo da razão sobre o bem; e a Noção de Felicidade, como um estado de bem estar   mental que é conseguido através da prática da virtude 


Nietzsche
moral:
  A moral para Nietzsche é uma invenção dos fracos, que inverteram o sentido de bom e virtuoso para favorecer o ascético, o que nega o corpo em favor da alma, e que portanto nega a vida. Nietzsche é favorável aos homens guerreiros, fortes, que com apenas uma inflexão afastam de si todas as culpas anteriores e toda a mesquinhez moral. 
Nietzsche negava qualquer fundamentação metafísica da moral. A moral é uma criação humana, imposta pelo "Dragão dos valores", aquele que diz "Tu deves" quando o indivíduo diz "Eu quero". 
ética:
 A ética de Nietzsche obedece ao impulso vital, porque o Homem, como ser da natureza, luta pela sobrevivência, combate para crescer, torna-se predominante, não a partir de qualquer moralidade ou imoralidade, mas porque é um ser vivo e porque a vida é simplesmente vontade de poder

 

Mario Sérgio Cortela
moral:
para ele a moral é a pratica de uma ética,concepção ética é o principio e moral é a pratica. 
ética:
 É o conjunto de valores e princípios que eu e você usamos para decidir as três grandes questões da vida, que são:
quero,devo,posso

2 4 2