Respostas

2014-02-26T23:50:32-03:00
As favelas no Brasil são consideradas como uma consequência da má distribuição de renda e do déficit habitacional no país. Amigração da população rural para o espaço urbano em busca de trabalho, nem sempre bem remunerado, aliada à histórica dificuldade do poder público em criar políticas habitacionais adequadas, são fatores que têm levado ao crescimento dos domicílios em favelas.No final do século XIX, os primeiros assentamentos eram chamados de "bairros africanos". Estes eram os lugares onde ex-escravos sem terras e sem opções de trabalho ia morar. Mesmo antes da primeira "favela" passar a existir, os cidadãos pobres eram afastados do centro da cidade e forçado a viver em distantes subúrbios. No entanto, as favelas mais modernas apareceram na década de 1970, devido ao êxodo rural, quando muitas pessoas deixaram as áreas rurais do Brasil e mudaram-se para as cidades. Sem encontrar um lugar para viver, muitas pessoas acabaram morando nas favelas.2De acordo com dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), coletados durante o Censo de 2010, cerca de 11,4 milhões de pessoas (6% da população) vivem em "aglomerados subnormais", a definição do governo para áreas do país de ocupação irregular, com mais de 50 habitantes e com falta de serviços públicos e de urbanização. O IBGE identificou 6.329 favelas em todo o país, localizadas em 323 dos 5.565 municípios brasileiros.3 4 5O conceito de "aglomerado subnormal" foi usado pela primeira vez no Censo Demográfico de 1991. Ele contém um certo nível de generalização, com o objetivo de abranger a diversidade de assentamentos irregulares existentes no Brasil, conhecido como invasões de propriedades, cavernas, vales, comunidades carentes, cortiços, mocambos (tipo de barraca), palafitas, entre outros.6