Natural retorno

O passarinho que a poluição
Espantou sou eu que voa
Para seus braços.
A água que a indústria sujou
Sou eu que desemboca límpido
Em sua barriga.
O mato que a cidade cortou
Sou eu que cresce viçoso
Em suas pernas.
O bicho que a civilização matou
Sou eu que corre célebre
Para o seu corpo.
Nem tudo está perdido.

1 ☛ Identifique no poema os pronomes relativos e os seus antecedentes.

2 ☛ O poema estabelece uma relação entre as ações do ser humano e a natureza.

a ⇒ De que tipo é essa relação?

b ⇒ De acordo com o ponto de vista expresso no poema, a natureza, apesar de sofrer com as ações humanas, tende a morrer? Por quê? Justifique sua resposta por meio do título do poema.

1
Você já receu alguma resposta?
recebeu?

Respostas

2014-03-01T15:33:01-03:00
Resposta 2 a  A POLUICAO
4 3 4